Lula diz que integração do São Francisco e biodiesel são ações imediatas do governo

audio/mpeg 174.2009-10-06.4126059396.mp3 — 5923 KB




Transcrição

' Luiz Fara Monteiro: Bom dia amigos em todo o Brasil. Começa agora o Café com o Presidente o programa de rádio do presidente Lula. Eu sou Luiz Fara Monteiro. Tudo bem, presidente?

Presidente: Tudo bem, Luiz.

Luiz Fara Monteiro: Presidente, a gente sabe que a Casa Civil da Presidência da República acompanha os principais projetos do governo. Na semana passada, o senhor deu posse à ministra Dilma Rousseff, na Casa Civil. O senhor certamente já discutiu com ela as prioridades. O que o governo está listando como ações imediatas, presidente?

Presidente: Nós temos ações que são importantes para o Brasil e, se Deus quiser, entre julho deste ano e setembro, nós vamos começar uma série de coisas extremamente importantes - o projeto São Francisco, que já está preparado para licitação em julho; o projeto do biodiesel, que é a criação de um combustível alternativo; a Transnordestina, que é uma ferrovia que liga grande parte do Nordeste a dois portos importantes, o de Pecém, no Ceará, e de Suape, em Pernambuco; nós temos a 101 no Nordeste, que é uma rodovia extremamente importante para o turismo, que vai ligar todos os estados do Nordeste. Mas, uma coisa que é importante e que está acontecendo rapidamente é o projeto São Francisco.

Luiz Fara Monteiro: O que significa isso para a população nordestina?

Presidente: Significa levar água para beber a 12 milhões de famílias da região mais pobre e mais seca do Nordeste, atendendo principalmente os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba. Será um investimento vultoso de quase R$ 4 bilhões. E a água será captada no rio São Francisco, ela será jogada nesse canal, depois será jogada nos rios e que são,na sua maioria,secos. Desses rios, a água vai para o açude que já existe e dos açudes essa água vai para as cidades, para as pessoas poderem beber. Uma coisa extremamente importante é que nós fizemos um decreto desapropriando dois quilômetros e meio ao longo de toda a margem do canal, nas duas margens do canal. Dá aproximadamente 350 mil hectares de terra para que a gente faça projetos de assentamentos de agricultura familiar, para que essas pessoas possam produzir e viver dignamente.

Luiz Fara Monteiro: Você está ouvindo o Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. Por que produzir o biodiesel é tão importante para o Brasil, presidente?

Presidente: Luiz, o biodiesel é uma coisa que marcará a história do Brasil para o futuro, como o Proálcool marcou na década de 70. Hoje, nós temos definitivamente o Brasil como o país de maior tecnologia na produção de etanol, nós vamos ter na produção do biodiesel. O que é o biodiesel? é um óleo combustível extraído de coisas que nós produzimos no Brasil com muita facilidade. Nós temos o dendê, nós temos a soja, nós temos a mamona, nós temos o pinhão manso, nós temos o nabo forrageiro, nós temos o babaçu, ou seja, nós temos uma infinidade de sementes em que podemos extrair o óleo e fazer o biodiesel. O biodiesel para colocar no motor dos carros, para colocar no motor do ônibus, para colocar no motor do trator. A primeira vantagem é que ele é menos poluente que o óleo diesel normal, que nós utilizamos do petróleo. Segundo, é que é uma fonte energética renovável. Sabe, você planta, colhe, planta, colhe, planta, colhe, não é o petróleo que você tira sabendo que um dia vai acabar. Pois bem, hoje o Brasil consome 38 bilhões (de litros) de óleo diesel por ano e nós importamos 10%, significa que nós importamos 3,8 bilhões de litros de óleo diesel por ano. Ora, na medida que a gente começa a produzir biodiesel e colocar um percentual no óleo diesel, como nós colocamos hoje o álcool na gasolina, o que é que vai acontecer? Nós vamos precisar importar menos petróleo, significa que nós vamos reter dinheiro aqui no Brasil e vamos poder fazer outros projetos para desenvolver o Brasil.

Luiz Fara Monteiro: Este é o Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. Presidente, e a recuperação das estradas?

Presidente: Olha, o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, está investindo R$ 3,8 bilhões em obras muito importantes. Muitas delas começarão agora nos meses de julho, agosto, setembro. Vou dar um exemplo, nós vamos começar a BR 101 Nordeste em outubro, faço a licitação em setembro e a gente começa, que é uma obra muito importante. Nós vamos inaugurar entre julho e agosto a Fernão Dias, que finalmente vai estar pronta. Nós vamos inaugurar a BR 116, que liga todo o sul do país a São Paulo, e vai ficar apenas a Serra do Cafezal, que vai ser feita pela empresa que ganhar a concessão. Nós começamos a todo vapor a BR 101 Sul, entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul, que é a chamada rodovia Mercosul, que vai dar maior densidade à nossa capacidade de exportação e importação e sobretudo para os turistas que vêm para o Brasil. Eu penso que o Brasil, com as estradas novas que estamos fazendo, com as estradas que estamos recuperando, certamente o Brasil vai ter um ganho. Vai perder menos produtos, vai demorar menos tempo para que a gente embarque os nossos produtos. Isso vai facilitar a vida do Brasil.

Luiz Fara Monteiro: Obrigado, presidente. Até o nosso próximo programa.

Presidente: Obrigado Luiz, a você. E, mais uma vez, obrigado ao povo brasileiro pelo carinho e pela compreensão.

Luiz Fara Monteiro: Mais uma vez obrigado, presidente. E o Café com o Presidente volta daqui a 15 dias e você também pode acessar o nosso programa na internet no endereço: www.radiobras.gov.br. Um abraço para você e até lá.