Lula comenta resultados positivos da economia

audio/mpeg 179.2009-10-06.4122058226.mp3 — 5567 KB




Transcrição

'Locutor: Olá amigos em todo o Brasil eu sou Luiz Farah Monteiro e começa agora mais uma edição do Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. E uma novidade: a partir de agora, o Café se torna semanal. Toda segunda-feira, o presidente Lula vai estar aqui neste espaço conversando com você.

Locutor: Bom dia presidente.

Lula: Bom dia, Luiz.

Locutor: Presidente, essa semana nós recebemos a notícia de que a economia brasileira cresceu até além do previsto no primeiro semestre. Como é que o senhor recebeu essa notícia e por que isso aconteceu?

Lula: Nós estamos vivendo um momento muito bom na economia. Apesar da turbulência política, a sociedade brasileira compreende que a economia precisa dar certo porque, dando certo a economia, vai dar mais certo ainda a vida dos 186 milhões de brasileiros. Nós estamos com a economia crescendo, segundo dados do IBGE, acima da expectativa do Banco Central. Nós tivemos um crescimento industrial considerado importante, nós tivemos um crescimento nas linhas de crédito também significativo. O crédito está crescendo e isso significa que o povo está podendo comprar mais. Nós tivemos um crescimento extraordinário na nossa balança comercial desde maio, quando nós chegamos a US$ 9,8 bilhões. Depois, nós fomos a US$ 10 bilhões em junho, US$ 11 bilhões em julho, repetimos US$ 11,348 bilhões em agosto, numa demonstração de que valeu a pena a gente fazer todas as viagens que fizemos e fazer mais: convencer os empresários brasileiros a viajarem e convidar mais empresários estrangeiros a viajar pelo Brasil, porque quando aumenta a relação comercial do Brasil, quando a gente vende mais lá fora, significa mais produção industrial, significa mais emprego, significa mais comércio, significa mais distribuição de renda. é por isso que nós tivemos um crescimento da produção industrial, nós tivemos um crescimento da balança comercial, nós tivemos um crescimento da massa salarial, nós tivemos um aumento do poder de compra do trabalhador. Só para se ter uma idéia, o poder de compra do povo mais pobre também tem aumentado. Há um ano, o trabalhador precisava de 67% do salário mínimo para comprar uma cesta básica, hoje ele está comprando uma cesta básica por 54% do salário mínimo, o que é um ganho efetivo para o trabalhador brasileiro. A inflação está controlada e o que é mais importante: o emprego está crescendo, ou seja, nós estamos construindo ao mesmo tempo um Brasil desenvolvido e um Brasil solidário, com as políticas sociais que estamos fazendo, alfabetizando gente. O Bolsa Família vai chegar a 8,7 milhões de famílias agora e isso tudo é importante, porque quando você leva um pouco de dinheiro para as pessoas mais pobres eles também viram consumidores, vão no supermercado comprar, compram roupa e compram comida.

Locutor: Presidente, uma pesquisa do Ministério da Saúde divulgada na última semana mostrou que pela primeira vez em 13 anos houve uma diminuição no número de mortes por armas de fogo no Brasil. Significa que três mil vidas foram poupadas. Como é que o senhor recebeu esse estudo?

Lula: Eu acho que na pesquisa tem um dado extremamente importante: eu assisti à entrevista do ministro Márcio Thomaz Bastos e lembro quando ele levou para uma reunião comigo a decisão da campanha do desarmamento. Naquela época a gente imaginava que em um ano poderíamos arrecadar 80 mil armas. O dado concreto é que de julho de 2004 a agosto de 2005 nós arrecadamos 443 mil armas. O uso de armas caiu 8.2% em todo o país, o que é um resultado muito importante. O que é mais importante é que três mil vidas foram salvas por conta dessa redução de armas. Por que que eu acho muito importante esse fato? Porque significa que na consciência do povo brasileiro existe uma palavra mágica chamada paz. E quando as pessoas resolveram entregar a sua arma por um pedido do Ministério da Justiça, por um pedido do governo, foi uma coisa extremamente importante e uma coisa saudável, porque significa que o cidadão que tinha uma arma em casa, imaginando que com aquela arma ele poderia se salvar, ele começou a compreender que aquela arma em casa poderia ser um perigo para ele. Obviamente que para tirar a arma dos bandidos aí tem que ter a repressão policial, aí tem que ter uma polícia mais inteligente, mais ágil. Agora, a pessoa se livrar de uma arma dentro de casa, ele está se livrando de um possível futuro assassinato, porque uma criança pode pegar na arma, ele mesmo, num gesto de violência, pode fazer uso indevido da arma. Eu fico imaginando, hoje, segunda-feira, todo mundo levantando para ir trabalhar sem ter tido nenhum infortúnio na sua família, sem ter tido nenhum incidente, não tem nada melhor do que isso. Ou seja, esse é o Brasil que nós sonhamos, esse é o Brasil que nós vamos construir e por isso eu estou feliz com o resultado da campanha até agora.

Locutor: Obrigado presidente e até o nosso próximo encontro.

Lula: Obrigado a você, Luiz.

Locutor: Obrigado presidente e até a próxima semana. Você, amigo ouvinte, lembre-se: o Café agora é semanal. Toda segunda-feira nós estaremos aqui conversando com o presidente Lula. Um abraço e até a semana que vem.