Lula estréia programa semanal e fala da integração latino-americana

audio/mpeg 180.2009-10-06.4120890050.mp3 — 5628 KB




Transcrição

'Luiz Fara Monteiro: Olá amigos em todo o Brasil começa agora mais uma edição do Café com o Presidente, estreando hoje o programa semanal, inclusive com uma nova abertura. Tudo bem, presidente?

Presidente Lula: Tudo bem, Luiz.

Luiz Fara Monteiro: O senhor agora vai falar toda segunda-feira para o povo brasileiro, não é isso?

Presidente Lula: Bom, eu vou falar e eu acho que é extremamente importante que a gente faça esse programa um motivo de explicação para a sociedade brasileira das coisas que o governo está fazendo, das coisas que o governo vai fazer. Por isso, eu quero cumprimentar os radialistas de todo o Brasil, cumprimentar os ouvintes do programa Café com o Presidente e dizer que estou a tua disposição, Luiz.

Luiz Fara Monteiro: Está certo, presidente. O senhor esteve no Peru na última semana para dar início às obras da Rodovia Interoceânica. Qual é a importância dessa obra para o país?

Presidente Lula: Olha, primeiro, uma rodovia que ligue o Atlântico ao Pacífico, que liga o Brasil ao Pacífico é extremamente importante. é um sonho acalentado durante décadas, anos por milhões de pessoas da América do Sul.

Luiz Fara Monteiro: Presidente, me permita aqui situar o nosso ouvinte no mapa. O oceano que banha o Brasil é o Atlântico, então, as exportações para a Europa, para a áfrica têm que seguir esse caminho. Já para o outro lado do mundo, para a ásia, Japão, China e outros países, para a própria América do Sul seria interessante cortar caminho pela Interoceânica, passando pelo Peru. Isso também pode baratear as exportações de produtos brasileiros para aquele lado de lá.

Presidente Lula: Veja, nós tivemos uma parceria com o governo do Peru. O Proex do Banco do Brasil está financiando a parte dos investimentos do Brasil, ou seja, tudo aquilo que for comprado no Brasil, a engenharia brasileira, o Proex brasileiro financia.

Luiz Fara Monteiro: Então, essa é uma obra para financiar a exportação brasileira, presidente? Explica para a gente o que é o Proex.

Presidente Lula: O Proex é um programa de financiamento das exportações brasileiras. Nós financiamos exportação dos nossos aviões da Embraer, financiamos outros produtos que o Brasil exporta e financiamos obras como essa interoceânica, ou seja, o Brasil financia tudo aquilo que é comprado no Brasil. O Brasil financia a engenharia brasileira e o Peru financia aquilo que é comprado no Peru. Portanto, é um programa importante para financiar o desenvolvimento do Brasil. Tem muita gente que acha que nós estamos gastando o dinheiro do Brasil em outros países. Não. O que nós estamos fazendo é financiando os produtos brasileiros que vão entrar nessa obra, financiando a nossa engenharia, as nossas empresas. E o Peru financia a parte dele. A parte que o Brasil financiar o Peru vai pagar como qualquer empréstimo feito em qualquer lugar do mundo, vai pagar juros de mercado. E eu acho que isso contribui para que a gente possa fazer a integração definitiva da América do Sul.

Luiz Fara Monteiro: Há uma expectativa de aumento das exportações brasileiras para esses países, por exemplo, presidente?

Presidente Lula: O Brasil tem crescido muito as exportações. As exportações brasileiras hoje, mais de 50% das exportações, são feitas para os países em desenvolvimento, são feitas para os países da América do Sul, para os países africanos. Por quê? Porque nós tomamos consciência de que não dá para ficar aqui dentro do Brasil esperando as pessoas virem comprar. Nós é que temos que vender os nossos produtos. Ora, isso vai gerar emprego para eles, isso gera emprego para nós, isso gera renda para eles, gera renda para nós e aí todos os países vão se desenvolver conjuntamente porque não é possível imaginar o Brasil muito rico e toda a América do Sul muito pobre. é necessário imaginar o Brasil rico e os outros países também ricos. O Brasil quer ter uma parceria profunda com os países da América do Sul como única chance de se desenvolver o continente de forma homogênea. Aí nós estamos começando a ficar de verdade dono do nosso nariz, ou seja, nós não ficamos mais dependentes do FMI, dependente do empréstimo do Banco Mundial. Nós vamos ter a nossa própria economia forte para gerar os empregos que nós precisamos, para fazer a distribuição de renda que nós queremos fazer. Então, isso é muito importante para a sociedade brasileira, sobretudo, para as pessoas pobres. Esses dias, numa fábrica lá em São Bernardo, um trabalhador correu para me abraçar e falou: "ô Lula minha mãe mandou te avisar que ela pagava R$ 11 num saquinho de arroz de cinco quilos. Hoje, ela está pagando R$ 6 nesse mesmo saquinho de arroz de cinco quilos." Ora, você quer coisa mais prazerosa para um governante do que saber que o alimento está chegando mais barato, sabe, na casa das pessoas, que as pessoas estão comendo mais. Então, essa é a razão de ser de a gente fazer todo esse esforço. Acho que a integração da América do Sul, acho que a interoceânica é, na verdade, uma obra que vai tornar o Brasil mais próximo de todo o mundo.

Luiz Fara Monteiro: Obrigado, presidente. Até a próxima segunda-feira.

Presidente Lula: Obrigado, Luiz. Eu queria dizer aos locutores, aos operadores e aos jornalistas de rádio que a partir de hoje nós estaremos toda segunda-feira com vocês. Eu espero que a gente possa falar de verdade ao povo brasileiro aquilo que ele precisa ouvir.

Luiz Fara Monteiro: Então, encontro marcado. Na próxima segunda, a gente volta com mais uma edição do Café. Acesse também o nosso programa na internet, no endereço www.radiobras.gov.br. Um abraço e até a semana que vem.