Lula diz que Norte e Nordeste precisam se desenvolver para que o Brasil seja mais igual

audio/mpeg 183.2009-10-06.4117257734.mp3 — 5642 KB




Transcrição

'Luiz Fara Monteiro: Bom dia amigos em todo o Brasil eu sou Luiz Fara Monteiro, começa agora o Café com o Presidente, o programa de rádio semanal do presidente Lula. Bom dia, presidente.

Presidente Lula: Bom dia, Luiz.

Luiz Fara Monteiro: Presidente, quinta-feira o senhor assinou uma parceria com a Venezuela para a construção de uma refinaria de petróleo lá em Pernambuco. Vai ser a união de duas gigantes: a Petrobras e a venezuelana PDVSA. Qual vai ser o impacto dessa obra na economia brasileira e nordestina, presidente?

Presidente Lula: Luiz, primeiro é importante dizer que é mais do que uma refinaria porque a PDVSA e a Petrobras, depois de vários meses de discussão, fizeram o protocolo de construção da refinaria no Porto de Suape, em Pernambuco, mas também fizeram acordos em que a Petrobras vai explorar petróleo e gás na Venezuela, para que refine mais de 200 barris de petróleo/dia nessa refinaria. Então é um projeto muito maior, é uma parceria de verdade entre as duas empresas, que vai beneficiar o Brasil, que vai beneficiar a Venezuela. E isso vai gerar muitos empregos. Somente a refinaria, no processo de implantação dela, deve gerar direta e indiretamente mais de 200 mil empregos, o que é uma coisa importante para o Nordeste.
Luiz, nós estamos convencidos que o Nordeste brasileiro precisa se desenvolver, juntamente com o Norte do país, para que transformemos o Brasil num país mais igual. E acho que os governantes brasileiros estavam devendo ao Nordeste e ao Norte do país esse desenvolvimento. O que que nós fizemos no Norte do país? A primeira coisa foi fazer com que o acordo da Zona Franca de Manaus, que vence em 2013, fosse vencer apenas em 2023, o que dá uma alavancagem extraordinária no investimento de indústria lá. Por isso é que hoje Manaus é um dos lugares em que mais cresce a indústria no Brasil. Depois, decidimos fazer o gasoduto Coari-Manaus e depois Manaus-Porto Velho, prá levar energia, prá convencer indústrias a ir para essa região. E agora o Nordeste. O Nordeste vai ter a refinaria, o Gasene, o Nordeste vai ter a rodovia BR 101, que é uma espécie de rodovia do turismo, que vai do Rio Grande do Norte à Bahia. Nós temos ainda o biodiesel, que é um programa excepcional que está privilegiando o pequeno produtor no Nordeste e nós vamos ter uma siderúrgica no Ceará.

Luiz Fara Monteiro: E ainda a fábrica de celulose que o senhor inaugurou na Bahia também...

Presidente Lula: Tem não apenas a que eu inaugurei, a Veracel, que é um projeto muito importante que vai produzir 900 mil toneladas de celulose, quase tudo para exportação, como tem outros investimentos de US$ 1,2 bilhão da Suzano, que também vai fazer uma fábrica de celulose ali no Vale do Mucuri, na Bahia. Eu também recebi essa semana um comunicado da Alcoa, que vai fazer um investimento de US$ 3,2 bilhões no Brasil, sendo que US$ 1, 6 bilhão foram anunciados a mim essa semana, uma parte numa mina de bauxita no estado do Pará, e outra parte na usina de alumínio que eles têm no Maranhão. Isso demonstra, Luiz, que há uma credibilidade dos empresários no Brasil; que, definitivamente, o Brasil encontrou a forma de se desenvolver, de crescer, de gerar riquezas e gerar empregos. Eu estou convencido que a refinaria, que a siderurgia, que a ferrovia Transnordestina, que só falta marcar a data para ir anunciar, ligando o Porto de Pecém ao Porto de Suape, em Pernambuco e Ceará, mas também indo a Eliseu Martins, no estado do Piauí, são a possibilidade excepcional de dar uma chance ao Nordeste brasileiro de se desenvolver e poder fazer com que o Brasil seja um país de oportunidades, um país mais justo. Esse é o desejo e esses projetos, obviamente, vão permitir que isso aconteça para melhorar a vida do povo brasileiro.

Luiz Fara Monteiro: Este é o Café com o Presidente, programa de rádio do Presidente Lula. Presidente, mudando um pouquinho de assunto, na última semana a Câmara elegeu o deputado Aldo Rebelo como novo presidente da Casa. Como é que o senhor viu essa eleição, essa mudança de comando naquela Casa?

Presidente Lula: Eu acredito que o Aldo tem toda a credibilidade, todas as qualidades prá ser um excepcional presidente da Câmara dos Deputados. Aliás, eu já disse que o Aldo tem a sensatez que a Câmara precisa de um presidente. Alguém que mantenha um diálogo com todas as forças políticas, alguém que seja respeitado por todas as forças políticas e alguém que tenha dimensão do papel de ser presidente da Câmara dos Deputados. Foi uma disputa acirrada, uma disputa democrática, demonstrando que o Congresso Nacional faz as coisas que todo o povo brasileiro espera. Meus parabéns à Câmara dos Deputados, meus parabéns ao Thomaz Nonô, que foi o candidato da oposição, e meus parabéns ao companheiro Aldo Rebelo, que está no lugar que ele merece, ele fez por merecer isso, ele é um deputado de muita credibilidade nacional, pertence a um partido que tem história nesse país, portanto, eu acho que a Câmara agora vai dar um impulso muito grande para que a gente possa votar todas as coisas de interesse do povo brasileiro.

Luiz Fara Monteiro: Obrigado, presidente, então nosso próximo encontro na segunda-feira que vem com mais um Café com o Presidente.

Presidente Lula: Obrigado a você, Luiz, e obrigado, mais uma vez, ao povo brasileiro.

Luiz Fara Monteiro: Acesse o nosso programa na internet no endereço www.radiobras.gov.br. Até segunda que vem e um abraço prá você.