Lula diz que Brasil só será soberano se tiver indústria naval forte

audio/mpeg 184.2009-10-06.4116224768.mp3 — 5639 KB




Transcrição

'Luiz Fara Monteiro: Bom dia amigos em todo o Brasil eu sou Luiz Fara Monteiro e começa agora o programa de rádio semanal do presidente Lula, o Café com o Presidente.

Luiz Fara Monteiro: Tudo bem, presidente?

Presidente Lula: Tudo bem, Luiz.

Luiz Fara Monteiro: Presidente, o senhor está lançando aí um programa de expansão da frota de petroleiros da Petrobras. O que isto significa para a indústria naval brasileira?

Presidente Lula: Olha, o que significa, na verdade, é que nós estamos fazendo uma boa e grande revolução na indústria naval brasileira. Todo mundo sabe que a indústria naval estava praticamente quebrada desde os anos 80. Todo mundo sabe que esta indústria já foi a segunda maior do mundo. Que nós tínhamos uma indústria naval muito forte. Que nós produzíamos muitos navios. Que tínhamos uma marinha mercante muito forte e a era acabou. Simplesmente, acabou. O Brasil está gastando agora quase US$ 10 bilhões por ano com transporte marítimo porque não temos mais navios. A Petrobras tomou a iniciativa de contratar 42 navios, dos quais 22 vão ser licitados hoje. Por isso que eu estarei participando em Niterói de um ato com os trabalhadores metalúrgicos da Petrobras por conta do anúncio da abertura da licitação dos 22 navios, Investimento necessário que só a Petrobras gasta por ano US$ 1,2 bilhão de frete. Nós agora vamos construir os nossos navios nos nossos estaleiros. Mas, o mais importante de tudo isso é que nós temos toda uma política para a indústria naval brasileira. Ou seja, através do Ministério da Pesca, nós criamos um financiamento para a frota de pequenos barcos. Da mesma forma que um cidadão pode financiar um táxi para ganhar o seu dinheiro, ele vai poder financiar um barquinho para poder ganhar o seu dinheiro, para renovar, para equipar esse barco. Nós estamos com as plataformas, que todo mundo já percebe, que foi uma coisa muito disputada em 2002 e que finalmente as plataformas estão sendo feitas no Brasil.

Luiz Fara Monteiro: Presidente, além de produzir navios para a indústria brasileira, o senhor acha que é possível vender essas embarcações também para o mercado externo?

Presidente Lula: Eu estou convencido que nós voltaremos a ser uma grande indústria naval se nós pensarmos grande. Nós temos a Venezuela que precisa contratar dezenas de navios. Nós temos a Argentina, nós temos o Equador, nós temos a Colômbia. O que é que nós precisamos fazer? Nós precisamos fazer parceria entre os países da Comunidade Sul-Americana de Nações para que a gente tenha aqui no continente uma grande indústria naval. Ou seja, o Brasil só será soberano se tiver uma indústria naval altamente forte.

Luiz Fara Monteiro: Presidente Lula, qual o potencial de geração de empregos do setor naval do país?

Presidente Lula: Vamos dar um exemplo aqui muito vivo. Em Niterói, a gente tinha mais ou menos 3 mil trabalhadores. Hoje, já são 14 mil trabalhadores. Em todo o estado do Rio de Janeiro nós já estamos com 20 mil empregos diretos e quase 60 mil indiretos no setor. Isso vai crescer porque os estaleiros vão ser espraiados pelo Brasil.

Luiz Fara Monteiro: Que tipo de influência a indústria naval pode ter, Presidente, nos demais setores econômicos?

Presidente Lula: O Brasil inteiro vai se beneficiar porque você investir na indústria naval significa você criar mais empregos na indústria do aço, na indústria química. Significa você criar mais emprego na siderurgia brasileira, como o comércio. Significa você criar emprego nos estaleiros e nos portos. Na verdade, uma cadeia de indústrias vai ser beneficiada com o investimento na indústria naval. Mas, o mais importante de tudo isso, Luiz, é que há algum tempo atrás o próprio governo desacreditava da indústria naval brasileira. Nós desmontamos uma coisa que nós tínhamos, que era maravilhosa, a troco do quê? A troco de nós adotarmos uma política neoliberal, de termos transportado nossos produtos em navios de bandeira estrangeira. De termos de fazer prospecção de petróleo em plataformas contratadas em outros países. O que é que nós estamos provando? Que nós, brasileiros, sabemos fazer as coisas. E aquilo que nós soubermos fazer, nós queremos fazer. Aquilo que nós não soubermos, nós vamos comprar lá fora. Mas aquilo que a gente tiver competência, nós não abrimos mão. A indústria naval brasileira veio para ficar. E ela vai crescer cada vez mais porque o Brasil vai crescer cada vez mais. E, quando a gente mostrar ao mundo inteiro que os navios que estão atracando nos portos internacionais são navios com bandeira brasileira, com aço brasileiro, com mão-de-obra brasileira, vai ser muito mais motivo de orgulho para nós. Eu quero agradecer não apenas a você, Luiz, mas agradecer aos nossos ouvintes pela compreensão. O povo brasileiro é um povo que sabe superar dificuldades e eu estou convencido que o Brasil entrou numa rota de desenvolvimento, de crescimento, de geração de empregos que não tem retorno. Nós vamos continuar crescendo pelo Brasil inteiro e isso me dá a certeza de que nós teremos um Natal extraordinário esse ano e vamos ter 2006 muito melhor do que 2005 e o Brasil estará preparado para os próximos 10 anos. Crescer, crescer, crescer.

Luiz Fara Monteiro: Obrigado, presidente, então nosso próximo encontro na segunda-feira que vem com mais um Café com o Presidente.

Presidente Lula: Obrigado a você, Luiz, e obrigado, mais uma vez, ao povo brasileiro.

Luiz Fara Monteiro: Acesse o nosso programa na internet no endereço www.radiobras.gov.br. Até segunda que vem e um abraço para você.