01 DE NOVEMBRO DE 2018 - PODER EXECUTIVO

Destaques da Voz do Brasil: Domingo começa o Enem, e milhões de estudantes devem ficar atentos ao relógio. Pente-fino do INSS. De 1,1 milhão de perícias realizadas, metade recebia pagamento indevido. Polícia Federal vai investigar a morte da vereadora do Rio, Marielle Franco. E balança comercial tem melhor resultado para outubro da história. Exportações superam importações em mais de R$ 6 bilhões de dólares.

audio/mpeg 01.11.18.mp3 — 46844 KB




Transcrição

Apresentador Nasi Brum: Em Brasília, 19h.

 

"Está no ar A Voz do Brasil. As notícias do Governo Federal que movimentaram o país no dia de hoje".

 

Apresentadora Gabriela Mendes: Olá, boa noite.

 

Nasi: Boa noite pra você, que nos acompanha em todo o país.

 

Gabriela: Quinta-feira, 1º de novembro de 2018.

 

Nasi: E vamos ao destaque do dia. Está chegando a hora.

 

Gabriela: Domingo começa o Enem e milhões de estudantes devem ficar atentos ao relógio. Graziela Mendonça.

 

Repórter Graziela Mendonça: É que o dia do Enem coincide com o início do Horário de Verão, quando dez estados e o Distrito Federal adiantam o relógio em uma hora. No domingo, o país terá quatro fusos diferentes.

 

Nasi: E você também vai ouvir na Voz do Brasil.

 

Gabriela: Pente fino do INSS.

 

Nasi: De 1,1 milhão de perícias realizadas, metade recebia pagamento indevido. Roberto Rodrigues.

 

Repórter Roberto Rodrigues: O processo de revisão dos benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez do INSS já é responsável por uma economia de R$ 13,8 bilhões.

 

Gabriela: Polícia Federal vai investigar a morte da vereadora do Rio Marielle Franco. Márcia Fernandes.

 

Repórter Márcia Fernandes: A Polícia Federal vai investigar, a partir de agora, a existência de uma organização que estaria atrapalhando as investigações da morte da vereadora Marielle Franco e do seu motorista, Anderson Gomes.

 

Nasi: E balança comercial tem melhor resultado para outubro da história.

 

Gabriela: Exportações superam importações em mais de US$ 6 bilhões.

 

Nasi: Hoje, na apresentação da Voz do Brasil, Gabriela Mendes e Nasi Brum.

 

Gabriela: E para assistir a gente, ao vivo, na internet, basta acessar www.voz.gov.br .

 

Nasi: O feriado está chegando e muita gente já está fazendo aquela viagem, aproveitando para descansar.

 

Gabriela: Mas, para mais de 5 milhões de estudantes, o momento é também de concentração.

 

Nasi: É que o Enem está chegando.

 

Gabriela: Tem gente que aperta os estudos na última hora, gente que descansa e aproveita para botar o sono em dia.

 

Nasi: E todos preocupados também em não perder a hora, por causa do horário de verão.

 

Repórter Graziela Mendonça: Neste domingo, começa o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. De Norte a Sul do Brasil, os candidatos estão na expectativa. O Cassiano Zanandré, de Campinas, São Paulo, já separou tudo que vai levar na mochila.

 

Estudante - Cassiano Zanandré: Caneta, lápis, borracha e uma garrafinha de água, e umas barrinhas de cereais.

 

Repórter Graziela Mendonça: Perto da prova, alguns preferem revisar os conteúdos, outros, relaxar. A Ana Paula Oliveira, de Belém, no Pará, vai tentar uma vaga no curso de Medicina e está reduzindo o ritmo na reta final.

 

Estudante - Ana Paula Oliveira: Nos últimos dias, eu tentei só resolver questões, resolver provas antigas do Enem. E nessa reta final eu também estudei menos, assim, tentando dormir mais cedo.

 

Repórter Graziela Mendonça: E além dos conteúdos que vão cair na prova, este ano a atenção tem que ser total também no relógio. É que o dia do Enem coincide com o início do Horário de Verão, quando dez estados e o Distrito Federal adiantam o relógio em uma hora. No domingo, o país terá quatro fusos diferentes, mas o fechamento dos portões será à 1h da tarde de Brasília. No estado do Acre e em alguns municípios do Amazonas, por exemplo, os portões vão fechar 10h da manhã. A estudante de Rio Branco, Cananda Silva, vai acordar bem cedo para chegar com tranquilidade ao local da prova.

 

Estudante - Cananda Silva: Eu vou acordar um pouco antes das 6h da manhã, para conseguir sair de casa umas 6h e chegar antes do portão abrir, mais ou menos.

 

Repórter Graziela Mendonça: Em Rondônia, Roraima e no restante do Amazonas, os portões fecham às 11h da manhã, na hora local. No restante do Norte, região Nordeste, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, ao meio-dia. A Ana Gabriela Garcia mora em Salvador e também vai ficar atenta ao Horário de Verão para não perder a hora.

 

Estudante - Ana Gabriela Garcia: Eu tenho noção que os portões fecham meio-dia, do horário de Salvador, mas eu estou pretendendo chegar antes, tipo, chegar umas 11h. Não ter o risco de perder o horário, que eu estou muito preocupada com isso.

 

Repórter Graziela Mendonça: Nesta primeira parte da prova, serão cobrados conteúdos de linguagens e códigos, redação e ciências humanas. Para a estudante Tainara Mussoy, de Curitiba, uma das maiores preocupações é a redação. Mas ela acredita que manter a tranquilidade é fundamental para ter sucesso.

 

Estudante - Tainara Mussoy: Se você vai bem na redação, a tua média aumenta. Como tem esse negócio do TRI no Enem, às vezes você acaba errando questões fáceis, ou questões difíceis, e a sua média não fica tão alta. Então, com a redação, se você consegue ir bem na redação, a tua nota aumenta muito. Eu acho que, sei lá, uns 50% da prova, para mim pelo menos, já é a redação. É impossível não ficar nervoso perto da prova, mas tem que dar uma respirada e saber que vai dar tudo certo, se você estudou, se você deu o teu melhor.

 

Repórter Graziela Mendonça: Lembrando que, no domingo, o candidato tem que levar documento com foto e caneta preta de material transparente. Qualquer dúvida é só entrar na página do Enem: enem.inep.gov.br, ou ligar para o telefone 0800-616161. Reportagem, Graziela Mendonça.

 

Gabriela: E se você ainda tem dúvida sobre o horário das provas aí no seu estado, acesse o nosso Twitter.

 

Nasi: Estamos publicando agora todas as informações para você em twitter.com/avozdobrasil.

 

Gabriela: E o Enem tem a preocupação de dar as mesmas condições para todos os candidatos.

 

Nasi: Este ano, mais de 35 mil pessoas fizeram pedidos para algum tipo de necessidade especial.

 

Gabriela: São pessoas com algum tipo de deficiência, gestantes, idosos e até pessoas em tratamento hospitalar.

 

Repórter Cleide Lopes: James de Castro vive no mais puro silêncio. Ele nasceu com surdez profunda. Hoje, aos 18 anos, estuda em uma escola bilíngue de Brasília e vai fazer o Enem pela segunda vez. Ele diz, com a ajuda de um tradutor, que está tranquilo, porque a prova será aplicada na sua língua natural, a Brasileira de Sinais.

 

Estudante - James de Castro (Por tradutora): Tenho estudado e já tenho experiência do ano passado, 2017, que eu vi como foi a avaliação, como foi a vídeo-prova, então estou me sentindo confiante que eu vou conseguir passar agora em 2018. Estudei e estou preparado para o Enem.

 

Repórter Cleide Lopes: O Brasil tem hoje cerca de 9 milhões de surdos como James e mais de 11,2 mil vão fazer a prova do Enem no próximo domingo. A professora do Instituto Bilíngue de Brasília, Adriana Gomes, falou, também com a ajuda de um tradutor, da importância dos alunos com deficiência auditiva terem uma prova adaptada no Enem.

 

Professora - Adriana Gomes (Por Tradutora): A vídeo-prova, ela traduz tudo, detalha sobre caderno de provas, o que deve responder, tudo. Então, é bem mais fácil para os surdos. Os surdos ficam ansiosos para fazer. Alguns alunos daqui já me falaram: Professora, eu estou com esperança que eu vou passar no Enem.

 

Repórter Cleide Lopes: A Escola Bilíngue de Brasília foi criada em 2013 e, por lá, já passaram cerca de 500 alunos com deficiência auditiva. Com a adoção de medidas de acessibilidade, esses alunos puderam participar do Enem com mais igualdade. E nos últimos dois anos, 20 deles conseguiram ingressar numa faculdade. A professora e tradutora da escola, Elcivane Lima, explica que essa acessibilidade trouxe mais confiança para os alunos.

 

Professora - Elcivane Lima: Os estudantes surdos se sentem mais contemplados e mais incentivados, mais animados para participar do Enem, não só como processo seletivo, mas também como experiência.

 

Repórter Cleide Lopes: De acordo com a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, Eunice Santos, na edição deste ano foram mais de 35 mil pedidos de pessoas com alguma necessidade especial.

 

Diretora de Gestão e Planejamento do Inep - Eunice Santos: Vai ser um atendimento especializado e para portadores de necessidades especiais, surdo, cego, e com vídeo-prova em Libras, que é um tipo de recurso, com tradutor de Libras, com prova ampliada, ledor, prova em Braille, ou seja, uma série de recursos para esse público.

 

Repórter Cleide Lopes: Além das pessoas com deficiência, gestantes, idosos, lactantes e estudantes em tratamento hospitalar também vão fazer a prova de maneira adaptada, em salas de fácil acesso, como por exemplo com mesas e cadeiras sem braços e apoio para os pés. Reportagem, Cleide Lopes.

 

Nasi: E se o estudante perder o primeiro dia do Enem, ele ainda pode fazer as provas no dia 11 de novembro?

 

Gabriela: Essa é a dúvida do Lucas Castro para o Minuto Enem de hoje.

 

Nasi: E quem responde é Luana Soares, diretora de Avaliação e Educação Básica do Inep.

 

"Minuto Enem"

 

Entrevistado - Lucas Castro: Perdi a primeira prova do Enem, posso fazer a prova do domingo seguinte?

 

Diretora de Avaliação e Educação Básica do Inep - Luana Soares: Se você perdeu a prova no primeiro dia, não se preocupe. Fique calmo e vá ao segundo domingo de prova. Veja, o Enem é um exame para o indivíduo, ele é uma autoavaliação. E você vai poder ter o seu resultado de maneira individualizada, por áreas de conhecimento. Então, você terá o seu resultado, a sua nota ao final, das áreas que você prestou. Fique tranquilo, vá ao segundo dia, conheça esse conteúdo de prova e, quem sabe, se prepare para o próximo ano.

 

"Minuto Enem".

 

"Está chegando a hora. Dia 4 de novembro começa o Enem, e na sexta-feira, dia 2, a TV NBR e a TV Escola trazem para você um supertime de professores no Aulão do Enem. Tem dúvida sobre o que vai cair na prova? Mande pelo WhatsApp: 61-99867-8787. Então, se liga, Aulão do Enem, dia 2 de novembro às 5h da tarde. Transmissão ao vivo Pela NBR, pelo Youtube da NBR, rede sociais da TV Escola ou pelo site: redenacionalderadio.com.br".

 

Gabriela: Nessa véspera de feriado, muita gente vai aproveitar o descanso prolongado para pegar a estrada.

 

Nasi: Para garantir que a viagem seja tranquila, a Polícia Rodoviária Federal montou uma operação especial nas rodovias de todo o país.

 

Gabriela: São cerca de 10 mil policiais e mais de mil viaturas para reforçar o policiamento em locais estratégicos, como explica o porta-voz da PRF, Diego Brandão.

 

Porta-Voz da PRF - Diego Brandão: A Operação Finados, ela acontece com recurso de policiamento em trechos críticos, horários críticos... A PRF, durante o ano e também em comparação ao ano passado, no mesmo feriado, ela detecta aqueles pontos que são mais sensíveis, onde ocorreu o maior número de acidentes, onde a gente tem uma maior probabilidade desses acidentes. Então ali a gente coloca o policiamento. Existe o remanejamento entre os estados e também existe o remanejamento de policiais no próprio estado.

 

Nasi: A operação também conta com reforço nas ações educativas para alertar sobre algumas das infrações mais comuns, como os perigos do excesso de velocidade, a importância do uso do cinto de segurança e os riscos de dirigir sob efeito de álcool.

 

Gabriela: Lembrando que a previsão é de chuva na maior parte dos estados. Então, é importante redobrar os cuidados na hora de pegar o volante.

 

Nasi: A Operação Finados segue até domingo.

 

Gabriela: E também nesse feriado de Finados, o Ministério do Trabalho vai intensificar ações para evitar o emprego de trabalho infantil na limpeza de túmulos e venda de flores e velas em cemitérios.

 

Nasi: O auditor fiscal Antônio Alves Mendonça Junior, do Ministério do Trabalho, explica os perigos a que essas crianças estão expostas.

 

Auditor fiscal - Antônio Alves Mendonça Junior: A gente pode considerar, por exemplo, os riscos mais graves relacionados a contato com fungos e bactérias. Mas há outros riscos, há riscos relacionados a movimentos repetitivos, a movimentos que necessitam de uma força excessiva, em decorrência da limpeza dos túmulos, que muitas vezes a gente identifica crianças realizando. Há também riscos relacionados à exposição, a chuva, a sol...

 

Gabriela: O trabalho em cemitérios é proibido para menores de 18 anos e está entre as piores formas de trabalho infantil.

 

Nasi: As fiscalizações acontecem em todas as grandes cidades do país, com a ajuda dos Conselhos Tutelares e prefeituras.

 

Gabriela: A Polícia Federal vai começar a investigar os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes, ocorridos em março.

 

Nasi: A ideia é verificar a existência de uma organização que estaria atrapalhando o andamento das investigações sobre as mortes.

 

Repórter Márcia Fernandes: A Polícia Federal vai investigar, a partir de agora, a existência de uma organização que estaria atrapalhando as investigações da morte da vereadora Marielle Franco e do seu motorista, Anderson Gomes. A medida foi um pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a partir de dois depoimentos colhidos no último mês por procuradores federais, como detalha o ministro da Segurança Pública Raul Jungmann.

 

Ministro da Segurança Pública - Raul Jungmann: A Procuradoria-Geral da República, com base nestes depoimentos, nessas acusações, de que existe uma organização criminosa integrada por agentes públicos, integrada por milícias, integrados por interesses, os mais diversos, políticos, e assim por diante, para impedir, para obstar, para desviar e não permitir que se elucide o crime da Marielle e do Anderson, então toma esta providência, que é a requisição da Polícia Federal.

 

Repórter Márcia Fernandes: De acordo com o ministro Raul Jungmann, não existe prazo para concluir as investigações. Enquanto isso, as instâncias estaduais vão continuar com as investigações sobre os responsáveis pelo duplo homicídio.

 

Ministro da Segurança Pública - Raul Jungmann: Aqui, você vai ter duas investigações em paralelo. A investigação de Marielle, ela continua com a Polícia, o Ministério Público Estadual. O que você está fazendo é criar um outro eixo, que vai investigar aqueles ou aquelas que estão de tudo procurando fazer para impedir que se consiga elucidar este crime.

 

Repórter Márcia Fernandes: Ainda de acordo com o ministro Raul Jungmann, a Polícia Federal já recebeu a determinação e a equipe responsável pelo caso está sendo constituída. Marielle Franco era vereadora do Rio de Janeiro pelo PSOL e conhecida pela militância em defesa das minorias e direitos humanos. Ela e o motorista Anderson Gomes foram assassinados em março deste ano, dentro de um carro, na região central do Rio de Janeiro. Reportagem, Márcia Fernandes.

 

Gabriela: Você vai ouvir ainda nesta edição que o Governo realizou o primeiro leilão de rodovia do PPI, o Programa de Parcerias de Investimentos.

 

Nasi: Obras na estrada vão gerar milhares de novos empregos.

 

"Momento Social".

 

Gabriela: Idosos e pessoas com deficiência de baixa renda que recebem o BPC, o Benefício de Prestação Continuada, precisam se inscrever no Cadastro Único.

 

Nasi: O registro é obrigatório e pode ser feito até o fim de dezembro.

 

Gabriela: O seu Virgílio dos Santos, de Morrinhos, em Goiás, quer saber por que precisa se registrar.

 

Nasi: E quem responde é o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame.

 

Ouvinte - Virgílio dos Santos: Eu sou o Virgílio dos Santos, tenho 75 anos de idade, sou morador de Morrinhos, Goiás, e eu queria saber por que precisa fazer recadastramento do BPC.

 

Ministro do Desenvolvimento Social - Alberto Beltrame: Virgílio, todos os beneficiários do BPC, Benefício de Prestação Continuada, também conhecido como Loas, no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo, é obrigatória, e o prazo expira no dia 31 de dezembro. Com o cadastramento, o Governo terá a possibilidade de conhecer melhor os beneficiários, tanto os idosos, que estão dentro do benefício, assim como as pessoas com deficiência. E, de outra parte, você estando dentro do Cadastro Único, haverá a possibilidade de acesso a outros benefícios do Governo Federal, como Minha Casa, Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica, acesso a outros benefícios sociais, que são importantes. Fazemos um chamamento a todos os beneficiários do BPC ou Loas, que até esse momento não providenciaram seu cadastramento no CAD Único, que procurem o mais rápido possível a prefeitura do seu município ou o Centro de Referência de Assistência Social, para fazer esse cadastro. É rápido, é eficiente e melhora a vida de todo mundo.

 

Gabriela: E se você também tem alguma pergunta sobre programas sociais, manda para a gente.

 

Nasi: Pode ser por e-mail no endereço voz@ebc.com.br, e tem também o nosso Facebook: facebook.com/bolsafamilia.

 

Gabriela: A sua pergunta vai ser respondida aqui na Voz do Brasil, sempre na quinta-feira. Participe.

 

Nasi: O Governo realizou hoje o primeiro leilão do PPI, o Programa de Parcerias de Investimentos, de uma rodovia do país.

 

Gabriela: A Rodovia de Integração do Sul, no Rio Grande do Sul, vai ser administrada por 30 anos pela iniciativa privada.

 

Nasi: A concessionária vai ser a responsável pela recuperação e manutenção de quase 500 quilômetros de estradas.

 

Gabriela: E a empresa vencedora também vai duplicar um trecho de mais de 200 quilômetros.

 

Repórter Nei Pereira: A batida de martelo confirmou a empresa vencedora do leilão da Rodovia de Integração do Sul, que fica em terras gaúchas. Este foi o primeiro leilão do setor, realizado pelo Programa de Parcerias de Investimentos, o PPI, do Governo Federal. Numa disputa acirrada, a Companhia de Participações em Concessões do Grupo CCR venceu o certame ao propor uma tarifa de pedágio no valor de R$ 4,30, deságio 40% menor do que o limite, que era de R$ 7,24. O representante da empresa, José Braz Cioffi, destacou as características do projeto.

 

Representante da CCR - José Braz Cioffi: Rodovia é o nosso negócio. E é um projeto que foi muito bem concebido, depois de várias discussões no Governo, várias audiências públicas, o projeto ficou, ao nosso ver, muito interessante. Então, isso é que nos atraiu.

 

Repórter Nei Pereira: A empresa vencedora vai ficar responsável pela recuperação e manutenção da rodovia pelos próximos 30 anos. Além disso, terá que duplicar um trecho de 225 quilômetros. A Rodovia de Integração do Sul corta 32 municípios gaúchos e tem um tráfego de 24 mil veículos por dia. O empreendimento vai gerar 4 mil postos de trabalho. O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, disse que o Programa de Parcerias de Investimentos é importante para a geração de emprego.

 

Ministro de Minas e Energia - Moreira Franco: O objetivo do programa sempre foi garantir investimentos, porque nós acreditamos que o que gera emprego é investimento. O que gera emprego é crescimento. O investimento estimula o crescimento e o crescimento gera emprego e cria um ambiente para melhorar a produtividade.

 

Repórter Nei Pereira: O Programa de Parcerias de Investimentos foi lançado pelo presidente Michel Temer em 2017, e busca o desenvolvimento do país por meio da união do Estado com a iniciativa privada. Em rede social, o presidente Michel Temer disse que o leilão foi uma vitória para o país. Segundo o presidente, a concessão vai beneficiar a população e gerar desenvolvimento para o Brasil. O próximo leilão de rodovias do Governo está previsto para o primeiro semestre do ano que vem. Na lista de concessões, estão também quatro terminais portuários, 12 aeroportos e a licitação da Ferrovia Norte-Sul. De São Paulo, Nei Pereira.

 

Nasi: A balança comercial brasileira teve saldo positivo de mais de US$ 6,1 milhões em outubro.

 

Gabriela: É o melhor resultado para o mês da história.

 

Nasi: A venda de produtos brasileiros para outros países alcançou mais de US$ 22 bilhões contra quase US$ 16 bilhões em compras.

 

Gabriela: As exportações também tiveram crescimento de mais de 12% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Nasi: Herlon Brandão, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, afirma que a expectativa é que o superávit da balança comercial do país chegue aos US$ 50 bilhões até o fim do ano.

 

Diretor do Departamento de Estatística e Apoio à Exportação - Herlon Brandão: O comércio exterior, ele cresce pelo segundo ano consecutivo, após vários anos de queda, e esperamos um superávit na casa dos US$ 50 bilhões para 2018, se configurando um segundo maior valor para saldo comercial da história do comércio exterior brasileiros.

 

Gabriela: O pente fino do INSS no auxílio-doença e na aposentadoria por invalidez já cancelou metade dos benefícios que passaram por nova perícia.

 

Nasi: A economia já passa de R$ 13 bilhões.

 

Gabriela: Participam do processo beneficiários que estão há mais de dois anos sem passar por uma perícia médica, e aqueles com menos de 60 anos que recebem a aposentadoria por invalidez.

 

Nasi: A ideia da revisão dos benefícios é destinar recursos para quem realmente precisa.

 

Repórter Roberto Rodrigues: O processo de revisão dos benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez do INSS já é responsável por uma economia de R$ 13,8 bilhões. São recursos que estavam sendo pagos para pessoas que já estavam aptas para o trabalho, mas continuavam recebendo indevidamente os benefícios por incapacidade. Desde agosto de 2016, cerca de 1,1 milhão de perícias de revisão foram feitas pelo Instituto Nacional de Seguro Social, o INSS. Num total de 552 mil benefícios foram cancelados após a perícia o equivalente à metade das revisões realizadas. O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, destaca que a ação tem o objetivo de destinar os recursos do fundo da Previdência para quem realmente mais precisa.

 

Ministro do Desenvolvimento Social - Alberto Beltrame: Esse trabalho é uma grande inovação, uma grande ferramenta de gestão, um grande aperfeiçoamento na governança dos benefícios previdenciários, buscando sempre preservar os direitos, não violar direito de ninguém, mas focalizar esses benefícios para aquelas pessoas que realmente necessitam.

 

Repórter Roberto Rodrigues: Das mais de 1,1 milhão de perícias realizadas, mais de 900 mil foram realizadas de março a outubro deste ano. A agilidade no pente fino do INSS só foi possível porque 96% dos médicos peritos do órgão aderiram ao programa de gestão das atividades médico-periciais, que avalia a produtividade e não pelo número de horas trabalhadas. Segundo Alberto Beltrame, a expectativa é de que o processo seja finalizado até o final deste ano.

 

Ministro do Desenvolvimento Social - Alberto Beltrame: Estamos legando ao próximo governo um sistema de benefícios previdenciários limpo de fraudes, limpo de pagamentos indevidos e com uma economia muito significativa, cujos frutos serão legados ao próximo governo.

 

Repórter Roberto Rodrigues: Mais de 110 mil benefícios ainda vão passar por revisão. Os beneficiários que receberem as cartas do INSS têm cinco dias úteis para agendar a perícia pelo telefone 135. Reportagem, Roberto Rodrigues.

 

Gabriela: O aplicativo Sine Fácil já encaminhou mais de 840 mil trabalhadores para empresas e superou a marca dos 2 milhões de downloads.

 

Nasi: Pelo aplicativo, o usuário pode cadastrar currículo, consultar vagas, saber o resultado de processos seletivos e acompanhar o pagamento do seguro-desemprego, tudo na palma da mão.

 

Gabriela: O Sine Fácil está disponível de graça para download nas lojas de aplicativos para celulares.

 

Nasi: E antes de encerrar o programa de hoje, a gente volta a lembrar que amanhã a TV NBR, a TV do Governo Federal, vai transmitir ao vivo o Aulão do Enem, às 5h da tarde, no horário de Brasília.

 

Gabriela: Você vai acompanhar dicas para as provas de linguagem, ciências humanas e redação.

 

Nasi: Você também vai poder acompanhar pelo Youtube da NBR, em youtube.com/tvnbr, e pela Rede Nacional de Rádio, em redenacionalderadio.com.br.

 

Gabriela: Você pode mandar dúvidas para os professores pelo Whatsapp, no telefone (61) 99867-8787.

 

Nasi: E essas foram as notícias do Governo Federal.

 

Gabriela: Uma realização da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.

 

Nasi: Com produção da Empresa Brasil de Comunicação.

 

Gabriela: Fique agora com as notícias do Poder Judiciário e do Congresso Nacional.

 

Nasi: Lembrando que amanhã é feriado, não tem Voz do Brasil. A gente volta na segunda. Boa noite.

 

Gabriela: Boa noite, bom feriado para você e até segunda.

 

"A Voz do Brasil. Governo Federal".