08/05/17 - A Voz do Brasil

IBGE contratará 26 mil pessoas para fazer o Censo Agropecuário 2017. Começaram hoje as inscrições no Enem. Caixa Econômica Federal irá abrir mais cedo para saque de contas inativas do FGTS.

audio/mpeg 08 05 2017 - Voz do Brasil.mp3 — 23313 KB




Transcrição

Airton: Em Brasília 19h.

 

"Está no ar a Voz do Brasil. As notícias do Governo Federal que movimentaram o país no dia de hoje".

 

Apresentador Airton Medeiros: Olá. Boa noite.

 

Apresentadora Gláucia Gomes: Boa noite para você que nos acompanha em todo o país.

 

Airton: Segunda-feira, 8 de maio de 2017.

 

Gláucia: E vamos ao destaque do dia: em outubro IBGE inicia censo para saber sobre vida e economia no campo.

 

Airton: Presidente Michel Temer afirma que pesquisas servem de base para ações do governo.

 

Gláucia: E cita como exemplo, a necessidade de reforma da Previdência.

 

Previdência da República - Michel Temer: Dados o IBGE, claríssimos, indicam, que a população brasileira, graças a Deus, está vivendo mais. E, por isso, que com reforma da Previdência é inadiável.

 

Airton: E você também vai ouvir na Voz do Brasil de hoje.

 

Gláucia: Sexta-feira começa a terceira etapa do pagamento do FGTS de contas inativas. Beatriz Amiden.

Repórter Beatriz Amiden: O pagamento começa no dia 12 de maio. Mais de 7,5 milhões de trabalhadores nascidos nos meses de junho, julho e agosto vão ser beneficiados.

 

Airton: E hoje começaram as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio.

 

Gláucia: Vamos falar também da queda no número de casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Natália Coslique.

 

Repórter Natália Coslique: A redução de casos de Dengue, Zika e Chikungunya chegou a quase 90% nesse ano.

 

Airton: A Voz do Brasil de hoje na apresentação de Glaucia Gomes e Airton Medeiros.

 

Gláucia: E para assistir a gente ao vivo, na internet, basta acessar: www.voz.gov.br.

 

Airton: De outubro desse ano a fevereiro no ano que vem vai ser feito no Brasil um grande censo agropecuário pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

 

Gláucia: Vão ser levantadas informações sobre a área, a produção, a irrigação, os trabalhadores e o uso de agrotóxicos, por exemplo.

 

Airton: Hoje em Brasil foi realizado um encontro de preparação para esse censo e o Presidente Michel Temer destacou que os resultados da pesquisa vão servir de base para ações do governo para o trabalhador rural e o agronegócio.

 

Gláucia: Temer disse ainda que os números do IBGE ajudaram a país a perceber porque é preciso reformas na Previdência.

 

Repórter Mara Kenupp: A colega de informações para o Censo Agropecuário 2017 começa em 1 de outubro, o Instituto vai contratar 26 mil recenseadores em todo o país para fazer o levantamento, que deverá estar pronto em cinco meses, é o que explica o presidente do IBGE, Paulo Rabello de Castro.

 

Presidente do IBGE - Paulo Rabello de Castro: Nós, no dia 1 de outubro, haveremos da estar com 26 mil novos recenseadores, serão contratados especificamente para, em cinco meses, de outubro até fevereiro, recensear, Presidente, 5 milhões e cerca de 300 mil estabelecimentos rurais.

 

Repórter Mara Kenupp: A Presidente Michel Temer falou que o trabalho do IBGE é importante para a condução de políticas públicas. Ressaltou que foram os dados do Instituto que revelaram que a população brasileira está vivendo mais, e, que, portanto, é preciso reformar o sistema de previdência.

 

Previdência da República - Michel Temer: Não é de hoje que os dados do IBGE, claríssimos, indicam que a população brasileira, graças a Deus, está vivendo mais, e, por isso, que o Paulo disse que a reforma da Previdência é inadiável.

 

Repórter Mara Kenupp: Michel Temer, que foi condecorado com a Medalha do Mérito Político Getúlio Vargas, disse que o dinheiro para o Censo Agropecuário 2017 já está garantido e que o trabalho da instituição é fundamental para a governabilidade.

 

Previdência da República - Michel Temer: Porque é com estas pesquisas que nós podemos formular políticas eficientes e eficazes.

 

Repórter Mara Kenupp: As inscrições para o processo seletivo para recenseador do IBGE já estão abertas. Mais informações em: www.ibge.gov.br. Reportagem, Mara Kenupp.

 

Airton: E a reforma da Previdência foi tema de uma reunião ontem em Brasília entre o presidente Temer, ministros e deputados.

 

Gláucia: O ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, estava no encontro e disse que o governo está otimista com a aprovação da reforma da Congresso Nacional.

 

Repórter Nei Pereira: O texto principal da proposta de emenda à constituição da reforma da Previdência foi aprovado na semana passada na Comissão Especial da Câmara, que ainda faltam votar alguns pontos, os destaques feitos por deputados, depois disso, segue para o Plenário da Câmara. Segundo o deputado Arthur Maia, que é a relator da reforma da Previdência, as mudanças feitas pelos parlamentares até agora na reforma contam com a participação da sociedade.

 

Deputado - Arthur Maia: Sem dúvida nós tivemos agora uma cara nova que representa realmente o sentimento da sociedade brasileira.

 

Repórter Nei Pereira: Para a reforma ser aprovada, são necessários no mínimo 308 votos favoráveis. O ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, disse que o governo está confiante na aprovação da proposta.

 

Ministro da Secretaria de Governo - Antônio Imbassahy: O texto que está sendo aprovado, ele combate o privilégio e protege as pessoas vulneráveis, pessoas com deficiência, trabalhador rural, idosos. Então, ficou, assim, muito consequente, muito confortável. Agora, vamos fazer uma grande comunicação para o país desse projeto, que é um projeto que se transformou no projeto da sociedade brasileira. Eu tenho a mais absoluta certeza que ele será aprovado.

 

Repórter Nei Pereira: Na comissão especial que analisa a proposta de reforma da Previdência, reinicia os trabalhos nesta terça-feira, quando está prevista a análise dos 12 destaques restantes. Reportagem, Nei Pereira.

 

Airton: O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a reforma da Previdência e a proposta de modernização das leis trabalhistas vão fazer o país retomar o crescimento e a geração de empregos.

 

Gláucia: O ministro participou hoje de um evento com militares no Rio de Janeiro, a reportagem Natália melo esteve lá e tem mais informações.

 

Repórter Natália Melo: O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o governo está confiante de que a reforma da Previdência vai ser aprovada. De acordo com o ministro, a discussão agora é garantir uma margem para que não haja dúvidas ou surpresas na aprovação da medida.

 

Ministro da Fazenda - Henrique Meirelles: O que está em jogo não é se alguém vai se aposentar dois, três anos depois ou antes. Está se discutindo, na realidade, até que ponto todos os brasileiros terão a garantia de que vão receber a sua aposentadoria. Portanto, acreditamos que haverá, sim, aprovação de algo que garanta a todos que a Previdência Social do Brasil continuará solvente.

 

Repórter Natália Melo: Meireles destacou que a reforma vai garantir a ajuste fiscal do governo, mas que mudanças excessivas podem prejudicar a proposta. O ministro defendeu a reforma trabalhista para também impulsionar o crescimento da economia do país.

 

Ministro da Fazenda - Henrique Meirelles: Ela vai garantir um maior nível de produtividade, de eficácia da economia brasileira. Isso vai permitir que o Brasil cresça a taxa mais elevadas e não há dúvida que não só do ponto de vista parlamentar, mas o ponto de vista econômico, será uma excelente sinalização.

 

Repórter Natália Melo: Henrique Meirelles afirmou ainda que a meta da inflação para 2019 deverá ser divulgada em junho e que as expectativas estão se ajustando à nova dinâmica da economia brasileira. Segundo o ministro, não há dúvidas de que o país vai continuar a crescer com as medidas adotadas e reformas propostas pelo governo. Reportagem, Natália Melo.

 

Airton: E no evento do Rio de Janeiro, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que o Governo Federal elabora um plano para conter a onda de violência no estado.

 

Gláucia: Jungmann afirmou que o plano não vai ser igual ao usado na época do carnaval, chamado de Garantia Da Lei E A Ordem, GLO.

 

Ministro da Defesa - Raul Jungmann: Aquilo, dá uma sensação de segurança, dá um alívio, é como você abaixar uma febre, mas aquilo não resolve os nossos problemas, ou seja, você quando põe a tropa na rua, o crime se retrai, quando você sai, ele volta. Nós precisamos fazer com que essa dinâmica não aconteça. E nós estamos preocupados com isso. Então, vai ser algo que incorpore alguns elementos da GLO, mas vá bem além e seja, sobretudo, que será pareça na sua coordenação, na sua articulação, na sua abrangência, com aquilo que nós fizemos, por exemplo, em termos de coordenação e controle durante as Olimpíadas.

 

Airton: E 300 agentes da Força Nacional de Segurança Pública chegam hoje ao Rio de Janeiro. Eles vão reforçar o efetivo de 125 profissionais já presentes no estado.

 

Gláucia: As equipes vão atuar de forma integrada com os órgãos locais de segurança pública.

 

Airton: A gente já falou aqui na Voz do Brasil que para o Brasil produzir mais e gerar empregos o governo aposta na reforma da Previdência e na proposta de modernização das leis trabalhistas.

 

Gláucia: Hoje empresários do setor imobiliário se encontraram em São Paulo com ministro da Indústria Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, para mostrar apoio a essas ações do governo.

 

Repórter José Luiz Filho: Com 300 mil empresas em todo o país e negócios na casa de R$1 bilhão e R$100 milhões por ano, o setor imobiliário é considerado um dos termômetros da economia. O Estado de São Paulo tem um terço desse mercado e as empresas trabalham para ampliar ainda mais essa participação. Na opinião do presidente do Sindicato da Habitação de São Paulo, Flávio Amary, a aprovação das reformas apresentadas pelo governo são fundamentais para o crescimento do país e a geração de empregos e negócios.

 

Presidente do Sindicato da Habitação de São Paulo - Flávio Amary: Para isso é importante que a se aprove a reforma trabalhista no Senado hoje, que se aprove a reforma da Previdência que ainda está na Câmara Deputados, que a gente enfrente a reforma política no Brasil e que a gente traga novas soluções econômicas para criar de novo, confiança, tanto no consumidor, quanto no empresário para voltar a investir e consumir e produzir.

 

Repórter José Luiz Filho: Integrantes do sindicato declararam apoio às reformas propostas pelo Governo Federal durante o encontro nesta segunda-feira, na capital paulista. Eles receberam o ministro da Indústria Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira. O ministro afirmou aos empresários que o melhor caminho para a retomada do crescimento e a recuperação da confiança do mercado em relação ao Brasil é a aprovação das reformas.

 

Ministro da Indústria Comércio Exterior e Serviços - Marcos Pereira: É importante ressaltar que não está se tirando direitos principais, e fundamentais, e básicos dos trabalhadores. Ninguém está tirando e não vai tirar décimo salário, férias. Não se discutiu isso. O que se discutiu foi a flexibilização das negociações, da forma de negociar, da forma de tratar patrão e empregado, trabalhador e empregador. Então, essas reformas são importantes porque facilitarão o ambiente de negócios no Brasil.

 

Repórter José Luiz Filho: Além de defender as reformas estruturais, o ministro da Indústria Comércio Exterior e Serviços, apresentou aos empresários um balanço das medidas do Ministério para que o Brasil melhore a participação do mercado internacional.

 

Ministro da Indústria Comércio Exterior e Serviços - Marcos Pereira: Nós temos alguns programas importantes, o Portal Único do Comércio Exterior, que vai reduzir o prazo de exportações e importações em 40%, uma economia de US$23 bilhões. Esse dinheiro será reinserido na economia brasileira, como também outras medidas que nós estamos tomando como o Brasil Mais Produtivo, que é uma consultaria feita praticamente de graça para pequenas e médias empresas, pequenas e médias indústrias que aumentam a sua produtividade em média 50%.

 

Repórter José Luiz Filho: O Brasil ocupa atualmente a posição número 24 no ranking do comércio internacional. No ano passado o país teve saldo positivo na balança comercial e a expectativa para este é de um resultado ainda melhor. Só nos primeiros quatro meses de 2017 o país vendeu mais do que comprou lá fora o equivalente a US$21 bilhões e US$400 milhões. Reportagem, José Luiz Filho.

 

Airton: E para quem nasceu nos meses de junho, julho e agosto e tem contas inativas do FGTS o pagamento do saldo começa na próxima sexta-feira.

 

Airton: A Caixa Econômica Federal vai abrir mais cedo em alguns dias e também no próximo sábado para atender todos os beneficiados nesse período.

 

Airton: O saque do FGTS é mais uma das medidas do governo para aquecer a economia e gerar empregos.

 

Repórter Beatriz Amiden: Quase R$11 bilhões, é esse valor de Caixa Econômica Federal deve pagar aos trabalhadores nessa terceira fase das contas inativas do FGTS. O pagamento começa no dia 12 de maio vai até a dia 31 de julho, como explica a vice-presidente de Fundo de Garantia da Caixa, Deusdina Pereira.

 

Vice-presidente de Fundo de Garantia da Caixa - Deusdina Pereira: Todas as agências da Caixa vão começar a atender na próxima sexta-feira duas horas mais cedo. No sábado nós vamos atender das tem 9h até 15h exclusivamente para pagamento e para prestar informações sobre contas inativas do FGTS.

 

Repórter Beatriz Amiden: Mais de 7,5 milhões de trabalhadores nascidos nos meses de junho, julho e agosto vão ser beneficiados. Pode sacar o FGTS de contas inativas o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até o dia 31 de dezembro de 2015. É preciso estar atento ao calendário de pagamento, que obedece ao critério da data de nascimento. A vice-presidente de FGTS da Caixa alerta ainda para quem for sacar o dinheiro ter muita atenção à segurança.

 

Vice-presidente de Fundo de Garantia da Caixa - Deusdina Pereira: Todo os serviços de segurança da Caixa vão os limites da caixa, né? Então, assim, claro que é importante ter esses cuidados, e, sobretudo, com os seus dados pessoais e suas senhas, com o seu Cartão Cidadão, manter sempre consigo, não repassar para terceiros, né? Então, assim, todos os cuidados são importantes nessa hora.

 

Repórter Beatriz Amiden: Para confirmar se você tem algum saldo a receber, acesse: www.caixa.gov.br/contasinativas ou ligue de graça para o SAC no telefone: 0800-726-2017. Para fazer a consulta é preciso informar o número de CPF ou do PIS/Pasep. Até agora já foram pagos mais de R$17 bilhões. Reportagem, Beatriz Amiden.

 

Gláucia: 19h15 em Brasília.

 

Airton: Você vai ouvir ainda nesta edição.

 

Gláucia: Começam as inscrições para o Enem.

 

Airton: E cai quase 90% o número de casos de Dengue, Zika e Chikungunya. Todos os detalhes daqui a pouquinho.

 

Gláucia: A partir das 21h de hoje a Receita Federal disponibilizou a consulta para restituição do imposto de renda da pessoa física de 2008 a 2016.

 

Airton: E é a gente vai saber mais informações sobre essas restituições no quadrado Pra Você Cidadão de hoje.

"Pra Você Cidadão".

Repórter Mirna Ledo: A Receita Federal já disponibilizou a consulta do lote residual do mês de maio do imposto sobre a renda da pessoa física de 2008 a 2016. Mais de 120 mil contribuintes vão receber o crédito bancária nesta etapa, cerca de 22 mil pessoas são idosas e pouco mais de 1.900 têm deficiência física ou mental ou moléstia grave. O valor total ultrapassa os R$213 milhões. A restituição ficará indisponível no banco durante um ano, depois desse prazo é necessário fazer uma solicitação por meio de um formulário disponível na internet para que o pagamento seja liberado novamente. Para saber se você é um dos contribuintes que vai receber a restituição no dia 15 de maio, acesse: www.receita.fazenda.gov.br ou ligue para a Receita Fone: 146. Mirna Ledo para a Voz do Brasil.

 

Gláucia: Começaram hoje as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio.

 

Airton: Em menos de um dia mais de 510 mil pessoas já se inscreveram.

 

Gláucia: O exame é porta de entrada para universidades federais, além de acesso a bolsas ou financiamento estudantil para alunos de faculdades particulares.

 

Repórter Natália Coslique: O estudante Vitor Hugo Lamoniere, morador de Brasília, tem 16 anos, está no terceiro do Ensino Médio e vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, pela primeira vez. O foco dele é o curso de medicina.

 

Estudante - Vitor Hugo Lamoniere: Eu tenho uma boa expectativa, assim, uma oportunidade, de certa forma, única, porque o Enem, ele me dá várias possibilidades de eu fazer... um leque de oportunidades de eu fazer em qualquer federal do Brasil.

 

Repórter Cleide Lopes: Luiza Pinheiro também disputa uma vaga no curso de medicina, ela fazer o exame pela segunda vez. Apesar da pressão, ela acredita que terá bom resultado.

 

Entrevistada - Luiza Pinheiro: É um pouco preocupante saber que seu futuro está nas suas mãos, mas estou focada, e, vamos lá.

 

Repórter Cleide Lopes: O Enem 2017 será realizado nos dias 5 e 12 de novembro, que correspondem a dois domingos consecutivos. As inscrições estarão abertas até o dia 19 de maio. E neste ano alunos que precisarem poderão ter atendimento especial para fazer as provas do Enem, mas é bom lembrar, o pedido para atendimento especial deve ser feito no ato da inscrição. Os candidatos com deficiência auditiva vão contar com vídeos e tradutores na Língua Brasileira de Sinais, Libras, para orientação durante a prova. E os candidatos com deficiência na visão, déficit de atenção e dislexia também poderão solicitar mais tempo para fazer a prova. Reportagem, Cleide Lopes.

 

Airton: O valor da inscrição é de R$82,00. Estudantes que concluíram o Ensino Médio em escolas da rede pública e alunos de baixa renda têm isenção desse valor.

 

Gláucia: A inscrição é feita apenas pela internet no endereço: enem.inep.gov.br.

 

Airton: Em Marilena, no Paraná, as crianças de uma escola pública começaram a mudar os hábitos alimentares.

 

Gláucia: É, o incentivo começou dentro da sala de aula, onde elas aprendiam a importância de cada alimento e ainda como fazer uma pequena horta em casa.

 

Airton: A iniciativa da professora Helena Cristina Benteo é uma das vencedoras do Prêmio Professores do Brasil. A décima edição foi lançada hoje pelo Ministério da Educação.

 

Repórter Bruno Romeu: O Prêmio Professores do Brasil tem o objetivo de reconhecer práticas educativas e valorizar o trabalho de professores do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas. A décima edição do prêmio contará com premiação especial. Além de mais de R$250 mil em dinheiro, 30 vencedores da etapa regional irão à Irlanda, e um professor de Ensino Médio com um projeto de estímulo ao conhecimento científico por meio da inovação, irá à Londres. Também fazem parte da premiação, equipamentos de informática e atletismo para as escolas daqueles que forem vencedores da edição 2017. O ministro da Educação, Mendonça Filho, falou sobre a atuação do MEC aliada à participação dos estados e municípios na valorização do magistério.

 

Ministro da Educação - Mendonça Filho: O orçamento geral do Ministério da Educação na área da formação de professores supera a casa de R$1,5 bilhão, o que é um número consideravelmente elevado. Evidentemente que esses recursos estarão sempre alocados, tendo como um objetivo central a boa formação dos professores, mas precisamos cada vez mais integrar essas ações de formação de professores com a política de contratação.

 

Repórter Bruno Romeu: A professora Elaine Cristina Benteo foi uma das vencedoras da categoria educação infantil, alfabetização na edição anterior do prêmio.

 

Professora Elaine Cristina Benteo: Hoje eu estou para presentear a cada professor ou professora do Brasil em sua comunidade escolar, pensar e florescer suas ideias, para assim acreditar num amanhã melhor.

 

Repórter Bruno Romeu: As inscrições para esta edição já estão abertas e podem ser feitas até 25 de agosto. Reportagem, Bruno Romeu.

 

Gláucia: Para este ano são esperadas 15 mil participações. O prazo para as inscrições vai até 25 de agosto e devem ser feitas apenas pela internet no endereço: premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br. 19h21 em abril.

 

Airton: O número de casos de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti despencou.

 

Gláucia: As ocorrências de dengue, Zika e Chikungunya caíram quase 90% nos primeiros meses de abril em relação ao ano passado. A repórter Natália Coslique tem os detalhes.

 

Repórter Natália Coslique: Até o dia 15 de abril foram notificados pouco mais de 113 mil casos de Dengue no país, uma redução de 90% em relação ao mês período de 2016. A região Sudeste continua liderando o número de ocorrências da doença, por outro lado, foi a que mais reduziu o número de casos neste ano. Já em relação à Chikungunya, o número de casos registrados foi 68% menor do que no ano passado, sendo a maioria nas regiões Norte e Nordeste. Mas a maioria queda foi no número de casos da Zika, uma redução de 95% em relação ao ano passado e foi zerado o número de mortes em função da doença. De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, o principal motivo dessa redução expressiva das doenças causadas pelo Aedes aegypti é o esforço coletivo da sociedade e do Governo Federal em torno das ações de combate ao mosquito. Então, é bom lembrar, não dá para descansar. É preciso ficar de olho, limpar o quintal e evitar água parada para não deixar que o mosquito que causa a Dengue, Zika e Chikungunya possa se reproduzir. Natália Coslique para a Voz do Brasil.

 

Airton: É, notícia boa dessa redução, não é?

 

Gláucia: Por outro lado, os brasileiros estão se descuidando com a gripe, não é, Airton?

 

Airton: É, um balanço divulgado hoje pelo Ministério da Saúde mostra que apenas 27% do público-alvo se vacinou contra a gripe até o momento.

 

Gláucia: Faltando menos de 20 dias do fim da Campanha Nacional de Vacinação, pouco mais de 13 milhões de pessoas procuraram os postos de saúde em todo o país.

 

Airton: O ministério Espera vacinar mais de 54 milhões de brasileiros.

 

Gláucia: Então, fique atento. Gestantes, idosos, crianças com até cinco anos, professores e profissionais de saúde precisam se vacinar até o dia 26 de maio. A vacina está disponível nos postos de saúde e é de graça.

 

Airton: "Descubra Uma Nova Amazônia" é o slogan da campanha publicitária do Ministério do Turismo para divulgar e promover o turismo na Amazônia legal.

 

Gláucia: O objetivo da iniciativa é apresentar a multiplicidade da região por meio de experiências turísticas nos seguimentos de natureza, o ecoturismo, a aventura, além de apresentar as manifestações cultura e o rica gastronomia da região.

 

Airton: A nova campanha publicitária faz parte da estratégia do governo de intensificar as ações de promoção dos destinos nacionais e estimular o brasileiro a viajar mais pelo país.

 

Gláucia: E o Presidente Michel Temer encaminhou hoje uma carta ao novo presidente eleito da França.

 

Airton: Temer cumprimentou Emmanuel Macron pela vitória e falou que a Brasil está disposto a trabalhar com a França em favor da democracia.

 

Gláucia: Temer disse ainda que os dois países estão unidos pela determinação de promover reformas modernistas.

 

Airton: E estas foram as notícias do Governo Federal.

 

Gláucia: Uma realização da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.

 

Airton: Com produção da Empresa Brasil de Comunicação.

 

Gláucia: Fique agora com as notícias do Poder Judiciário e do Congresso Nacional. Boa noite para você.

 

Airton: Boa noite para você e uma boa semana.