14 DE NOVEMBRO DE 2017

Destaques da Voz do Brasil: Dados do IBGE mostram queda na mortalidade infantil e no número de nascimentos em todo o país. No dia Mundial do Diabetes Ministério da Saúde alerta para o aumento no número de diagnósticos. Premiados alunos que foram destaque na Olimpíada Brasileira da Matemática das Escolas Públicas. Comércio varejista cresce mais uma vez, puxado por aumento das vendas nos supermercados. Reabertas as inscrições para cursos do Progredir.

audio/mpeg 14-11-17_A VOZ DO BRASIL.mp3 — 47083 KB




Transcrição

Apresentador Nasi Brum: Em Brasília, 19h.

 

"Está no ar A Voz do Brasil. As notícias do Governo Federal que movimentaram o país no dia de hoje".

 

Apresentadora Alessandra Bastos: Boa noite.

 

Nasi: Boa noite pra você que nos acompanha em todo o país.

 

Alessandra: Terça-feira, 14 de novembro de 2017.

 

Nasi: E vamos ao destaque do dia.

 

Alessandra: Queda na mortalidade infantil.

 

Nasi: Cai também o número de nascimentos em todo o país.

 

Alessandra: Vamos detalhar os dados do IBGE divulgados hoje. Luana Karen.

 

Repórter Luana Karen: Em 2016, o brasileiro casou menos, separou mais e quis dividir melhor a guarda das crianças.

 

Nasi: E você também vai ouvir na Voz do Brasil de hoje.

 

Alessandra: Hoje é Dia Mundial do Diabetes e o Ministério da Saúde faz o alerta. Pablo Mundim.

 

Repórter Pablo Mundim: O diagnóstico da doença aumentou mais de 60% nos últimos dez anos.

 

Nasi: Dia também de premiar os alunos que foram destaque na Olimpíada da Matemática das Escolas Públicas.

 

Alessandra: Comércio varejista cresce mais uma vez, puxado por aumento das vendas nos supermercados.

 

Nasi: E foram reabertas as inscrições para cursos do Progredir. André Luís Gomes.

 

Repórter André Luís Gomes: São mais de 447 mil vagas em mais de 60 cursos ofertados para as pessoas de baixa renda.

 

Alessandra: Hoje na apresentação, Alessandra Bastos e Nasi Brum.

 

Nasi: E pra assistir a gente ao vivo na internet, basta acessar www.voz.gov.br.

 

Alessandra: Os brasileiros estão casando menos e se divorciando mais.

 

Nasi: É, e entre os casais que se separam, boa parte está optando pela guarda compartilhada dos filhos.

 

Alessandra: Os dados divulgados hoje pelo IBGE mostram também queda no índice de mortalidade infantil.

 

Repórter Luana Karen: Antonela, de três anos, vive entre a chácara do pai e a casa da mãe. Eles compartilham a guarda da pequena. Segundo a mãe, a advogada Fábia Freitas, a decisão foi tomada pensando no melhor para a filha.

 

Advogada - Fábia Freitas: Que a gente não faça pela gente, que a gente faça pelos nossos filhos, né? É muito importante que as crianças possam usufruir dos dois lados.

 

Repórter Luana Karen: No ano passado, aumentou o número de brasileiros que tomaram decisão semelhante à de Fábia na hora de definir a guarda dos filhos. Quase 17% dos pais que divorciaram em 2016 resolveram partilhar essa responsabilidade. Em 2015, o percentual estava próximo dos 13%. Os dados mostram ainda a redução da mortalidade infantil. Em 40 anos, as mortes de bebês com menos de um ano de idade caíram de 27,8% para 2,4%. Já as mortes de crianças menores de cinco anos caíram de 34,7%, 40 anos atrás, para 2,9% em 2016. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirma que os bons resultados são consequência do trabalho da rede de atenção básica.

 

Ministro da Saúde - Ricardo Barros: Rede Cegonha, né, que trabalha muito essa questão de crianças que nascem com alguma necessidade de atendimento especial, e o pré-natal também, que é fundamental o acompanhamento da gestante pelas nossas estruturas de atenção básica, desde o início da gestação.

 

Repórter Luana Karen: 2016 também foi o ano em que o brasileiro casou-se menos, divorciou-se mais e teve menos filhos. Segundo a pesquisa do IBGE, o país registrou uma queda de 5,1% no número de nascimentos, comparado a 2015. Clívia Oliveira, gerente de pesquisa do IBGE, acredita que a queda tenha relação com a economia do país e com o surto de Zika vírus em 2015 e 2016.

 

Gerente de pesquisa do IBGE - Clívia Oliveira: Muita gente desempregada e as pessoas se sentem inseguras para assumir relacionamentos, para ter filhos. E quanto foi pela questão epidemiológica, que parece ter tido um peso forte, né? As pessoas com medo dos filhos nascerem com a microcefalia, então a gente acredita que tenha alguma associação.

 

Repórter Luana Karen: Também foi registrada queda de 3,7% no número de registros civis de casamento em 2016, comparado a 2015. A redução foi tanto para casamentos entre pessoas de sexos diferentes quanto para casais com o mesmo sexo. Por outro lado, aumentou em 4,7% o número de divórcios em 2016, comparado ao ano anterior. Reportagem, Luana Karen.

 

Nasi: E hoje é o Dia Mundial do Diabetes.

 

Alessandra: E o Ministério da Saúde aproveita para fazer um alerta à população: há um número expressivo no número de diagnósticos da doença em todo o país.

 

Nasi: O SUS desenvolve ações de controle do diabetes e distribuição de medicamentos.

 

Alessandra: Mesmo assim, é preciso prevenir.

 

Repórter Pablo Mundim: O diabetes é uma doença silenciosa e que pode causar graves complicações na saúde, como doenças cardiovasculares e renais. Ocorre quando o organismo não fabrica insulina, o hormônio que controla a glicose. Mas nem todo mundo sabe que a doença vem crescendo entre os brasileiros. Segundo recente estudo do Ministério da Saúde, aumentou quase 62% em dez anos. As mulheres lideram o ranking. A falta de uma alimentação saudável, de atividade física e o estresse aumentam as chances. Com 36 anos, o servidor público Stanley Rodrigo convive com o diabetes há mais de dez anos. Hoje, ele diz que a doença está controlada, graças à perda de peso.

 

Servidor público - Stanley Rodrigo: O tipo do diabetes que eu tive é um tipo B, e esse diabetes, ele é adquirido pela obesidade. Posteriormente, eu fiz uma cirurgia de redução de estômago, e ela me proporcionou o controle da glicemia. E agora minha glicemia tem estado normal, está controlado.

 

Repórter Pablo Mundim: Para os que já têm diagnóstico de diabetes, o SUS, o Sistema Único de Saúde, oferece ações de prevenção, detecção e tratamento com medicamentos. O aparelho para monitoramento do índice glicêmico é disponibilizado gratuitamente, assim como os reagentes e as seringas. Já o programa Aqui Tem Farmácia Popular distribui medicamentos de graça. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, alerta que o diabetes é uma tendência mundial, muito relacionada ao aumento de peso. Para o ministro, a palavra de ordem é prevenção.

 

Ministro da Saúde - Ricardo Barros: Combate à obesidade é fundamental, alimentação saudável é fundamental, e o exercício físico. Tudo isso ajuda a evitar a diabetes. Tendo a pessoa já adquirido a diabetes, os medicamentos estão disponíveis no SUS, o tratamento é feito da melhor maneira possível. Mas há um desconforto, uma perda de qualidade de vida das pessoas. Portanto, prevenção é a palavra de ordem.

 

Repórter Pablo Mundim: E para reverter esse quadro da doença, o importante é se cuidar. O Stanley Rodrigo continua na luta para manter o peso e garante que segue uma vida normal.

 

Servidor público - Stanley Rodrigo: Se ele tiver esse acompanhamento e conseguir manter as taxas aceitáveis, então ele consegue viver tranquilamente. Ele tem tudo o que uma pessoa normal pode ter.

 

Repórter Pablo Mundim: O Ministério da Saúde anunciou no mês passado um investimento de R$ 135 milhões por ano na compra de novo medicamento, a insulina análoga, para tratar diabetes em crianças. A expectativa é que esteja disponível já em 2018. Reportagem, Pablo Mundim.

 

Nasi: E hoje foi dia de encontro dos melhores estudantes de matemática das escolas públicas do país.

 

Alessandra: Eles foram ao Rio de Janeiro para receber a premiação da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas.

 

Nasi: Alunos de toda parte que multiplicam sonhos.

 

Alessandra: E o resultado é o cálculo que soma a vontade, superação e muito, muito estudo.

 

Repórter Helen Bernardes: Foram mais de 18 milhões de alunos de escolas públicas inscritos na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas em 2016. Meninos e meninas de todo o país que enxergam a matemática de um jeitinho diferente.

 

Estudante - Gabriel Leite Queiroz Nunes: A matemática em si, ela não fica presa como uma ciência só de números. Ela é aplicada em vários ramos e muitas vezes as pessoas não conseguem perceber, mas que, quando você tem noção disso, você vê o quão incrível a matemática é.

 

Repórter Helen Bernardes: Este é Gabriel Leite Queiroz Nunes, aluno de Recife, em Pernambuco. E ele sabe bem do que fala, foi campeão da Olimpíada cinco vezes. Hoje, ganhou mais um ouro, junto com outros 500 estudantes de todo o país. Para ele, o conhecimento na disciplina significa abrir portas para muitos sonhos.

 

Estudante - Gabriel Leite Queiroz Nunes: Eu tive a oportunidade de conhecer professores incríveis e alunos que tinham os mesmos sonhos e as mesmas vontades que eu, e ir mais fundo no meu sonho de conseguir várias medalhas e aprender cada vez mais.

 

Repórter Helen Bernardes: O coordenador da Olimpíada e diretor-adjunto do Instituto de Matemática Pura e Aplicada, Cláudio Landim, concorda. E, segundo ele, este é o grande objetivo da Olimpíada.

 

Diretor-adjunto do Instituto de Matemática Pura e Aplicada - Cláudio Landim: Que todo ano, desperta vocações em matemática, estimula alunos a prosseguir nos seus estudos na universidade.

 

Repórter Helen Bernardes: E além da entrega das medalhas de ouro, outros 1.500 estudantes também foram destaque e receberam medalha de prata e menção honrosa. E não fica só na premiação, esses alunos recebem incentivo para apostar no conhecimento que têm. Os ganhadores também recebem bolsa para participar de programas de iniciação científica, como explica Cláudio Landim.

 

Diretor-adjunto do Instituto de Matemática Pura e Aplicada - Cláudio Landim: Eles têm contato com professores universitários, se reúnem na universidade. Então, é o primeiro contato desses alunos do ensino fundamental e médio com a universidade. Esses alunos, ao receberem uma medalha, na verdade, conseguem diversas oportunidades e estímulos para prosseguirem seus estudos.

 

Repórter Helen Bernardes: E quem participou da edição deste ano, é bom ficar atento. O resultado será divulgado no próximo dia 22 de novembro. A premiação será realizada no ano que vem. Como novidade, a disputa deste ano também incluiu alunos de escolas particulares. Reportagem, Helen Bernardes.

 

Nasi: E saiu hoje o gabarito oficial das provas do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem.

 

Alessandra: O candidato deve ficar atento para conferir o gabarito relativo à cor da prova que fez em cada domingo. No total, são seis gabaritos pra cada dia e seis cadernos de questões de acordo com as cores da prova.

 

Nasi: O caderno verde foi o que acompanhou a videoprova traduzida em Libras. Além dele, o Inep divulgará todo o conteúdo da videoprova em seu canal no Youtube, até 16 de novembro.

 

Alessandra: Isso vai permitir que os surdos e os deficientes auditivos tenham como estudar para futuras edições do exame.

 

Nasi: Os gabaritos estão disponíveis na internet, no endereço enem.inep.gov.br.

 

Alessandra: O governo vai regulamentar alguns pontos da modernização das leis trabalhistas, que entrou em vigor no final semana, por meio de medida provisória.

 

Nasi: A informação foi confirmada agora há pouco, depois de uma reunião entre o presidente Michel Temer e os presidentes do Senado e da Câmara.

 

Alessandra: O repórter Paulo La Salvia está no Palácio do Planalto, local da reunião, e traz ao vivo mais informações. Boa noite, Paulo.

 

Repórter Paulo La Salvia (ao vivo): Boa noite, Alessandra. Boa noite, Nasi. Boa noite a todos os ouvintes da Voz do Brasil. O presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, confirmou que o presidente Michel Temer vai enviar ao Congresso Nacional uma medida provisória que tem efeito imediato, assim que editada, para regulamentar pontos da nova Lei Trabalhista. No acordo para aprovar a modernização das leis trabalhistas, no Plenário do Senado, lá no mês de julho, ficou acertado que senadores não mudariam pontos do texto original. Isso porque faria a matéria voltar para a Câmara. Com isso, o governo enviaria ao Congresso uma medida provisória, regulamentando alguns pontos. Entre esses pontos, estão o trabalho de gestantes e lactantes em ambientes insalubres, a jornada de 12 horas de trabalho por 36 horas de descanso e a possibilidade da empresa trocar o contrato de um funcionário do formato convencional para o trabalho intermitente, no qual o salário corresponde às horas trabalhadas. A medida provisória, segundo a Casa Civil da Presidência da República, vai ser assinada pelo presidente Michel Temer ainda hoje e publicada em edição extra do Diário Oficial da União desta terça-feira. Ao vivo, Paulo La Salvia.

 

Alessandra: 19h13 no horário brasileiro de verão.

 

Nasi: E você vai ouvir ainda nesta edição.

 

Alessandra: Quem recebe o Bolsa Família tem mais uma chance para se inscrever em cursos de qualificação profissional.

 

Nasi: É, e daqui a pouquinho a gente detalha como participar.

 

Alessandra: Aumento nas vendas de alimentos, móveis, eletrodomésticos e vestuário puxa o crescimento do comércio varejista.

 

Nasi: Os dados do IBGE mostram o maior aumento no setor desde abril de 2014.

 

Repórter Eduardo Biaggini: As vendas no comércio varejista continuam aquecidas, é o que mostrou pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. As vendas do varejo cresceram 6,4% em setembro em comparação com o mesmo mês do ano passado. É a maior alta desde abril de 2014. E o que puxou esse resultado? A queda no preço dos alimentos, que movimentou supermercados de todo o país, e também o mercado de trabalho, como explica Isabela Nunes, gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE.

 

Gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE - Isabela Nunes: No caso de alimentos, a gente tem que também observar a evolução dos preços abaixo da inflação geral, né? Houve uma deflação de alimentos, o que beneficia as vendas do setor. O mercado de trabalho melhora um pouco, trazendo com isso uma melhora na massa circulante na economia e no número de ocupados.

 

Repórter Eduardo Biaggini: Resultado positivo também no setor de móveis e eletrodomésticos, além de vestuário e calçados. O aumento nas vendas mostra, segundo o IBGE, a continuidade da recuperação do setor. De janeiro a setembro, o crescimento acumulado é de 1,3%. Reportagem, Eduardo Biaggini.

 

Alessandra: Mais de 7 mil obras paralisadas em todo o Brasil serão concluídas e entregues até o fim do ano que vem.

 

Nasi: É o Programa Avançar, lançado pelo governo na semana passada.

 

Alessandra: Tem obras pra recuperação e duplicação de rodovias, ampliação de aeroportos, portos e ferrovias.

 

Nasi: E na área social, a ideia é retomar e finalizar a construção de creches, postos de saúde, quadras de esporte.

 

Alessandra: Nossa equipe foi até uma das 3 mil cidades que vão receber os mais de R$ 130 bilhões em investimentos.

 

Repórter Pablo Mundim: A cidade do Novo Gama, a 50 Km de Brasília, vive uma realidade semelhante à de muitos municípios do Brasil. Carente em infraestrutura, o município tem obras importantes para a população, mas que nunca foram entregues. Agora, com o Programa Avançar, o governo vai repassar para o município recursos para concluir uma creche e três quadras poliesportivas. Ao todo, são mais de R$ 400 mil. O secretário de Infraestrutura, Agricultura e Produção da cidade, Marinaldo Almeida, revela que, sem esse dinheiro, não poderia finalizar as obras.

 

Secretário de Infraestrutura, Agricultura e Produção - Marinaldo Almeida: Impossível, nós não tínhamos a mínima condição, que já fomos até o FNDE para devolver essas obras, porque nós não tínhamos recurso. Como ficava muito caro pra devolver essas obras, então nós viemos protelando até agora. Agora, com esse programa, aí sim, agora nós temos condições de entregar essas obras para a comunidade.

 

Repórter Pablo Mundim: Maria José Soares é professora de uma escola de educação infantil e de ensino fundamental em um dos bairros que vão receber ginásios de esportes. Ela explica o quanto são importantes espaços de lazer para a comunidade.

 

Professora - Maria José Soares: Um ginásio ia trazer grande benefício, inclusive aqui para escola, porque, assim, a nossa escola, ela não tem um espaço assim, e a gente poderia estar tirando os meninos da escola para estar lá no espaço de lazer. Então, seria importantíssimo mesmo.

 

Repórter Pablo Mundim: A dona de casa Gerlane Mendes tem quatro filhos e garante que os moradores vão usar a quadra de esportes assim que for entregue.

 

Dona de casa - Gerlane Mendes: Pelo menos ter alguma opção das crianças fazerem educação física, que não tem, a escola é muito pequena, apertada. Aqui, depois que os alunos usarem, pode ter pra comunidade, para os meninos brincarem, que não tem espaço, não tem diversão, não tem nada.

 

Repórter Pablo Mundim: E o Ministério das Cidades já iniciou o processo de seleção e contratação para o programa Avançar Cidades - Mobilidade Urbana, que apoia projetos para municípios com população acima de 250 mil habitantes. Reportagem, Pablo Mundim.

 

Nasi: Atenção, você que recebe o Bolsa Família ou está inscrito no Cadastro Único.

 

Alessandra: O governo abriu uma nova oportunidade para quem quer se qualificar profissionalmente por meio do Plano Progredir.

 

Nasi: A partir de hoje, estão reabertas as inscrições para as capacitações.

 

Alessandra: O prazo de inscrição vai até o dia 30 de novembro.

 

Repórter André Luís Gomes: São mais de 447 mil vagas em mais de 60 cursos ofertados pelo Pronatec Oferta Voluntária, por meio de uma parceria entre os ministérios do Desenvolvimento Social e da Educação. A duração dos cursos varia entre 160 e 400 horas. O secretário de Inclusão Social e Produtiva do Ministério do Desenvolvimento Social, Vinícius Botelho, ressalta que estar bem preparado abre portas para a inclusão no mercado de trabalho para as pessoas de baixa renda. E, dessa forma, as famílias têm a oportunidade de melhorar de vida.

 

Secretário de Inclusão Social e Produtiva - Vinícius Botelho: A capacitação é uma forma de deixar as famílias, as pessoas cada vez mais preparadas para o mercado de trabalho. E essa preparação faz com que elas consigam emprego, e consigam empregos cada vez melhores.

 

Repórter André Luís Gomes: Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e ter mais de 15 anos de idade. Os interessados devem se cadastrar no Portal do Ministério do Desenvolvimento Social, no endereço www.mds.gov.br/progredir. Ao final do cadastro, já é possível fazer a pré-matrícula no curso escolhido. A partir do dia 11 de dezembro, os selecionados já podem acessar o conteúdo dos cursos online. Reportagem, André Luís Gomes.

 

Nasi: E tem novas chamadas para compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar.

 

Alessandra: O Exército e a Aeronáutica vão comprar R$ 2 milhões em alimentos de pequenos produtores de Rondônia, Bahia e Roraima.

 

Nasi: Tudo pelo Programa de Aquisição de Alimentos do Governo Federal, o PAA.

 

Repórter Roberto Rodrigues: A notícia já está mobilizando os produtores de Rondônia, especialmente os cooperados. A Vitalina Dorneles, que produz frutas, legumes e farinha, lá no interior de Porto Velho, diz que os agricultores estão se mobilizando para aproveitar a oportunidade.

 

Cooperada - Vitalina Dorneles: Estamos discutindo com as cooperativas, então essa é mais uma compra institucional que é segura, sim.

 

Repórter Roberto Rodrigues: Em Rondônia, a chamada é do Grupamento de Apoio de Porto Velho, da Aeronáutica, que vai investir R$ 1 milhão na compra de frutas, legumes, queijos, arroz, café, carnes, farinha, feijão, ovos e frangos. O tenente Takehara, do Grupo de Apoio de Porto Velho, afirma que o programa contribui para o desenvolvimento local e fornece alimentação saudável aos militares.

 

Tenente - Takehara: Eles possuem menor quantidade de agrotóxicos. Eles também são mais frescos, saudáveis e reduzem o desperdício dos alimentos pela rapidez de entrega.

 

Repórter Roberto Rodrigues: Já o Grupamento de Apoio de Salvador, na Bahia, vai comprar itens como frutas, legumes, carnes e café. Em Roraima, o 6º Batalhão de Engenharia de Construção do Exército vai investir R$ 346 mil. Segundo a coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério do Desenvolvimento Social, Hetel Santos, o Governo está trabalhando para assegurar o fortalecimento da agricultura familiar, gerando renda e inclusão social.

 

Coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos - Hetel Santos: Para a gente é uma oportunidade para que a agricultura familiar desses estados se prepare, porque essas aquisições, elas começam a acontecer e a tendência é fortalecer a economia local, gerar renda.

 

Repórter Roberto Rodrigues: Para saber mais sobre as chamadas públicas abertas no país, é só acessar o portal www.comprasagriculturafamiliar.gov.br. Reportagem, Roberto Rodrigues.

 

Alessandra: 19h21 no horário brasileiro de verão.

 

"Defesa do Brasil! Defesa do Brasil! Defesa do Brasil!".

 

Nasi: O trabalho de socorrer vítimas de tragédias naturais, como enchentes, deslizamentos ou terremotos, precisa ser constantemente treinado.

 

Alessandra: A ideia é que órgãos envolvidos possam dar rápida resposta, salvando vidas e minimizando sofrimentos quando a situação de fato acontecer.

 

Nasi: E o último treinamento das Forças Armadas para ajuda humanitária foi realizado na região amazônica, envolvendo inclusive países vizinhos. Quem conta como foi é a repórter Marina Melo.

 

Repórter Marina Melo: A pequena cidade de Tabatinga, no oeste do estado do Amazonas, tríplice fronteira do Brasil com a Colômbia e com o Peru, viveu uma semana atípica e bastante movimentada com a presença de mais de 2 mil pessoas que participaram do Amazon Log, um dos maiores exercícios de logística humanitária já realizado na América do Sul. Durante quase uma semana, integrantes das Forças Armadas do Brasil, Colômbia, Peru e Estados Unidos, além de observadores militares de 22 nações amigas e representantes de outros órgãos, como a Defesa Civil, foram colocados diante de situações que simulavam catástrofes, com populações ilhadas e com a necessidade de ações de socorro que fossem rápidas e eficientes. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, esteve no local e destacou que toda a integração e o esforço logístico têm como objetivo salvar vidas em situações extremas.

 

Ministro da Defesa - Raul Jungmann: Esse trabalho é um trabalho em defesa da vida, pela vida e a favor da vida. Porque aqui nós exercitamos como atender pessoas que são vítimas de calamidades, daquilo que compreende exatamente a Defesa Civil, seja enchente, seja seca, seja terremoto, seja incêndio, seja o que for.

 

Repórter Marina Melo: Em Tabatinga, foi montada uma base logística e, a partir dela, os participantes precisavam administrar equipes e equipamentos para responder a cada desafio. O comandante logístico do Exército Brasileiro, General Guilherme Teófilo de Oliveira, que coordenou a atividade, explica que a escolha do local não foi por acaso. O grande desafio de atuação na região amazônica é a dificuldade de deslocamento e de comunicação.

 

Comandante Logístico - General Guilherme Teófilo de Oliveira: Toda hora nós misturamos operações do exercício com operações reais, pelo local que foi escolhido. Esse local foi escolhido pela dificuldade logística, pelos desafios e pelas soluções que estão sendo apresentadas.

 

Repórter Marina Melo: O Amazon Log 2017 foi realizado entre os dias 6 e 13 de novembro em Tabatinga, e conseguiu, além de treinar instituições brasileiras envolvidas em ajuda humanitária, promover uma forte integração com os mesmos órgãos do Peru e da Colômbia, o que reforçará a segurança na região de fronteira. Reportagem, Marina Melo.

 

Alessandra: O presidente Michel Temer recebeu na tarde de ontem o pedido de exoneração do ministro das Cidades, Bruno Araújo.

 

Nasi: Em nota oficial, Temer agradeceu o ex-ministro pelos bons serviços prestados.

 

Alessandra: A nota diz ainda que o presidente dará início agora a uma reforma ministerial, que estará concluída até meados de dezembro.

 

Nasi: E essas foram as notícias do Governo Federal.

 

Alessandra: Uma realização da Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República.

 

Nasi: Com produção da Empresa Brasil de Comunicação.

 

Alessandra: Fique agora com as notícias do Poder Judiciário e do Congresso Nacional. Boa noite.

 

Nasi: Amanhã é feriado, não tem a Voz do Brasil. Mas a gente volta na quinta-feira. Bom feriado e até lá.

 

"Brasil, ordem e progresso".