07 de dezembro de 2018 - poder executivo

Destaques da Voz do Brasil: Combustíveis e conta de luz ficam mais baratos para os brasileiros em novembro. E fazem inflação ficar negativa, no menor índice para o mês em 24 anos. Anatel começa bloqueio de celulares piratas em mais 10 estados. Vamos explicar quais aparelhos entram nessa medida e porque eles não devem ser utilizados. Presidente Michel Temer fala sobre avanços no combate ao crime, como a criação do Ministério da Segurança Pública. E afirma que pasta contribui para a integração dos órgãos policiais no país. E em mais uma ação de cooperação entre órgãos policiais, foi inaugurado o Centro Integrado de Inteligência em Segurança Pública da Região Nordeste.

audio/mpeg voz 7dez.mp3 — 46909 KB




Transcrição

Apresentador Nasi Brum: Em Brasília, 19h.

 

"Está no ar A Voz do Brasil. As notícias do governo federal que movimentaram o país no dia de hoje".

 

Apresentadora Gabriela Mendes: Olá, boa noite.

 

Nasi: Boa noite para você, que nos acompanha em todo o país.

 

Gabriela: Sexta-feira, 7 de dezembro de 2018.

 

Nasi: E vamos ao destaque do dia. Combustíveis e conta de luz ficam mais baratos para os brasileiros em novembro.

 

Gabriela: E fazem a inflação ficar negativa, no menor índice para o mês em 24 anos. Márcia Fernandes.

 

Repórter Márcia Fernandes: No mês passado, o índice caiu 0,21%.

 

Nasi: E você também vai ouvir na Voz do Brasil.

 

Gabriela: A Anatel começa bloqueio de celulares piratas em mais dez estados. Luciana Colares de Holanda.

 

Repórter Luciana Colares de Holanda: A medida também alcança aparelhos que tiveram o Imei, que é o código de fábrica do celular, adulterado. Isso acontece em caso de roubo, por exemplo.

 

Nasi: Vamos explicar quais aparelhos entram nessa medida e por que eles não devem ser utilizados.

 

Gabriela: Presidente Michel Temer fala sobre avanços no combate ao crime, como a criação do Ministério da Segurança Pública.

 

Nasi: E afirma que pasta contribui para integração dos órgãos policiais no país.

 

Presidente Michel Temer: Ministério da Segurança Pública tem promovido o auxílio das seguranças públicas estaduais, várias operações nacionais, com grande sucesso.

 

Gabriela: E em mais uma ação de cooperação entre órgãos policiais, foi inaugurado o Centro Integrado de Inteligência em Segurança Pública da Região Nordeste.

 

Nasi: Hoje, na apresentação da Voz do Brasil, Gabriela Mendes e Nasi Brum.

 

Gabriela: E para assistir a gente ao vivo na internet, basta acessar www.voz.gov.br .

 

Nasi: Gasolina e energia elétrica pesaram menos no bolso dos brasileiros em novembro.

 

Gabriela: E foram os principais responsáveis pela inflação negativa registrada no mês.

 

Nasi: É a segunda vez neste ano que o país conta com inflação negativa, a chamada deflação, que é quando os preços caem em vez de subir.

 

Gabriela: No acumulado em 12 meses, o índice caiu para 4,05%, ficando abaixo da meta do Banco Central, que é de 4,5% para o ano.

 

Repórter Márcia Fernandes: O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA, indica a variação de preços dos itens que fazem parte do nosso dia a dia, como a comida, roupa, mensalidade de escolas e aluguel. O IPCA é o que aponta como anda a inflação. No mês passado, o índice caiu 0,21%. Em relação aos meses de novembro de outros anos, este é o com a menor taxa, desde a implantação do Plano Real, em 1994. A queda no preço dos combustíveis foi um dos fatores que mais influenciou na redução da inflação em novembro. Iago de Oliveira trabalha como motorista de aplicativo. Ele conta que deu para perceber a queda da gasolina.

 

Motorista de aplicativo - Iago de Oliveira: Para gente é muito bom, né? Porque a gente abastece todo dia, e a gasolina estava quase R$ 5. Então, caiu bastante. Eu uso álcool, então está melhor ainda, né?

 

Repórter Márcia Fernandes: A gasolina ficou em média 3% mais barata em novembro. O contador Neri Galvão viaja todo mês e comemora a redução.

 

Contador - Neri Galvão: Eu achei excelente, porque, como eu sendo do Sul, eu venho bastante aqui para Brasília, a cada 15 dias eu venho aqui, lá nós estamos pagando R$ 4,60, é a média hoje. Então, isso impacta muito no final do mês para quem roda bastante. Então, é bem viável, muito bom, foi excelente.

 

Repórter Márcia Fernandes: Já a alimentação e bebidas foram os itens que subiram em novembro. Foi registrado um aumento de 0,39%. O preço da cebola, do tomate e da batata inglesa subiu, como explica Fernando Gonçalves, gerente de Índice de Preços do Consumidor, do IBGE.

 

Gerente de Índice de Preços do Consumidor do IBGE - Fernando Gonçalves: No grupo dos alimentos, em outubro esse [ininteligível] registrou uma alta de 0,59% e esse mês ele desacelerou, a alta foi um pouco menor, foi de 0,39%. E veio principalmente para alimentação nos domicílios, alimentos que são consumidos em casa.

 

Repórter Márcia Fernandes: Outro motivo para a queda da inflação em novembro foi o preço da conta de luz. Energia elétrica caiu 4,04% neste mês. Com as chuvas do fim do ano, a bandeira vermelha deu lugar para a amarela. Reportagem: Márcia Fernandes.

 

Nasi: E o presidente Michel Temer também comentou hoje a queda da inflação em novembro.

 

Gabriela: E comemorou que ela esteja abaixo da meta do Banco Central para este ano.

 

Presidente Michel Temer: Hoje, aliás, eu vindo para cá, li a notícia de que... de deflação de 0,25. Portanto, a inflação está caindo, está abaixo de 4, quando a meta é 4,5.

 

Nasi: A declaração do presidente Michel Temer foi feita em São Paulo, durante um evento da área de segurança.

 

Gabriela: Para o presidente, a criação do Ministério da Segurança Pública durante a sua gestão contribuiu para a integração dos órgãos policiais no país.

 

Nasi: Temer também citou que a pasta tem desenvolvido várias operações em conjunto com forças de segurança estaduais.

 

Repórter Ricardo Ferraz: O presidente Michel Temer falou sobre a atuação do governo federal na segurança pública. Segundo ele, a criação de um ministério específico para a área, em fevereiro deste ano, respeitou a Constituição, que prevê a segurança pública como atribuição dos estados. Ele destacou os avanços que o país teve no combate ao crime, com o trabalho de integração de ações federais e estaduais promovido pelo ministério.

 

Presidente Michel Temer: Então, criarmos o Ministério da Segurança Pública, o fizemos com a qualificação segundo a qual ele iria apenas coordenar os trabalhos da segurança pública e integrar os vários setores da segurança pública da Federação Brasileira, e, subsequentemente, dissemos, ao fazermos a integração de toda a segurança pública do país, vamos integrar especialmente os serviços de inteligência. É o que tem sido feito. O Ministério da Segurança Pública tem promovido o auxílio das seguranças públicas estaduais, várias operações nacionais, com grande sucesso.

 

Repórter Ricardo Ferraz: O presidente participou nesta sexta-feira em São Paulo da inauguração de uma galeria de retratos de ex-titulares da Secretaria de Segurança Pública do estado. Reportagem: Ricardo Ferraz.

 

Gabriela: E para aumentar a cooperação entre os órgãos de segurança, foi inaugurado hoje o Centro Integrado de Inteligência e de Segurança Pública da Região Nordeste.

 

Nasi: Localizado em Fortaleza, a capital do Ceará, ele faz parte da ação do Ministério da Segurança Pública de instalar uma unidade em cada região do país.

 

Gabriela: Todos vão ser coordenados pelo Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Nacional, que já está funcionando em Brasília.

 

Nasi: Nesta semana, já havia sido inaugurado outro centro regional, o da Região Sul, em Curitiba, no Paraná.

 

Gabriela: A meta é integrar as ações de segurança pública dos estados, governo federal e Forças Armadas no combate ao crime organizado, e aumentar a segurança da população.

 

Nasi: O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, detalhou como será o trabalho dos centros.

 

Ministro de Segurança Pública - Raul Jungmann: Aqui você terá representantes de todos os estados, permanentemente aqui dentro, trocando informação, ligados com o Centro Nacional Integrado de Inteligência e Controle, em Brasília, 24 horas, aqui também 24 horas, com representantes de órgãos de segurança de todos os estados. Eles vão receber informação de 38 bancos de dados, nacionais e internacionais, porque o espectro desse centro não é só nacional, é internacional também.

 

Gabriela: A partir de amanhã, a Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, começa a bloquear celulares piratas de mais dez estados do país.

 

Nasi: A medida começou por Goiás e Distrito Federal, onde mais de cem mil aparelhos foram excluídos das redes de telefonia.

 

Gabriela: O objetivo é tirar de circulação celulares falsificados, roubados ou sem a certificação brasileira.

 

Repórter Luciana Colares de Holanda: Celulares irregulares são aqueles comercializados sem certificação e, por isso, não têm assegurados os quesitos de qualidade e segurança exigidos pela regulamentação brasileira. Estão na mira os celulares irregulares nos estados do Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins, como detalha o coordenador de Processo da Gerência de Regulamentação da Anatel, João Alexandre Zanon.

 

Coordenador de Processo da Gerência de Regulamentação da Anatel - João Alexandre Zanon: Existem riscos, sim, associados ao uso desse equipamento irregular. Você pode ter um choque, alguma coisa, realmente a bateria esquentar, pode causar algum acidente para essa pessoa. Então, a gente orienta que não utilizem equipamentos que não sejam certificados pela agência. A partir do momento que um novo terminal é habilitado na rede, um terminal irregular, esse usuário vai ser notificado em até 24 horas, e aí depois de 75 dias esse equipamento vai ser impedido de acessar as redes móveis brasileiras.

 

Repórter Luciana Colares de Holanda: A medida também alcança aparelhos que tiveram o Imei, que é o código de fábrica do celular, adulterado. Isso acontece em caso de roubo, por exemplo, para que o aparelho possa voltar ao mercado funcionando normalmente. Foi o que aconteceu com Winnie(F) Ferreira Coimbra, de Brasília. Ela conta que teve que entregar a uma delegacia um aparelho celular que havia acabado de comprar, sem saber que ele era roubado.

 

Entrevistada - Winnie Ferreira Coimbra(F): O dono da loja me deu a nota fiscal, tudo direitinho. Saí da loja, tudo certo. Depois, o dono do celular, ele acabou rastreando e o agente Máximo, lá da delegacia, acabou me dando intimação, falando que era para eu comparecer, porque eu tinha que fazer uns esclarecimentos.

 

Repórter Luciana Colares de Holanda: A Anatel tem notificado os usuários de celulares irregulares por meio de mensagens, pelo número 2828. Elas são encaminhadas 75, 50 e 25 dias antes do bloqueio, e na véspera também. Nesse caso, o cliente pode procurar os seus direitos de consumidor, como orienta João Alexandre Zanon, da Anatel.

 

Coordenador de Processo da Gerência de Regulamentação da Anatel - João Alexandre Zanon: De forma geral, não tem como regularizar esse equipamento. Qual é a orientação? É que busque quem fez a venda desse equipamento, que é um equipamento com vício, né? Aí o CDC, nesse caso, ampara esse usuário e ele tem o direito de, ou obter um equipamento que seja regular, de acordo com a legislação brasileira, ou obter o ressarcimento do valor.

 

Repórter Luciana Colares de Holanda: E para quem estiver em dúvida sobre a regularidade do seu aparelho, a consulta pode ser feita no portal da Anatel, no endereço anatel.gov.br/celularlegal. Reportagem: Luciana Colares de Holanda.

 

Nasi: Termina daqui a pouco, às 11h59min da noite, as inscrições para o Programa Mais Médicos.

 

Gabriela: Segundo o Ministério da Saúde, restam 115 vagas para atuação em 31 municípios do país.

 

Nasi: O edital abriu mais de 8 mil vagas para médicos com registro profissional no Brasil, para substituir os cubanos que deixaram o programa no mês passado.

 

Gabriela: Mais de 2.300 médicos selecionados já estão trabalhando nos postos de saúde.

 

Nasi: E em mais uma medida para garantir que não falte atendimento à população, a partir da próxima terça-feira, dia 11, o ministério abre as inscrições para os profissionais brasileiros e estrangeiros formados no exterior, sem registro no Brasil.

 

Gabriela: As inscrições são feitas pela internet, em: maismedicos.gov.br.

 

Nasi: Promover a autonomia de pessoas com deficiência para que façam atividades simples do dia a dia.

 

Gabriela: Você vai ouvir ainda nesta edição o trabalho oferecido nos Centros-Dia, que ajudam tanto quem tem deficiência quanto as famílias.

 

Nasi: O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciou hoje, o nome do novo diretor da Polícia Rodoviária Federal.

 

Gabriela: Moro também informou quem será o titular da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor, a partir de janeiro.

 

Repórter Danielle Popov: O advogado Luciano Benetti Timm vai comandar a Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor, a Senacon. A secretaria elabora e executa a Política Nacional das Relações de Consumo. O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, explicou que a Senacon vai atuar na prevenção dos conflitos entre consumidores e fornecedores.

 

Futuro ministro da Justiça - Sérgio Moro: Há uma intenção de tentar atuar mais preventivamente nesses conflitos entre fornecedores e consumidores, para tentar evitar que isso seja pulverizado em inúmeros conflitos individuais. Diminuindo os conflitos individuais, isso representa um ganho, não só para o consumidor como o fornecedor, e igualmente os custos de resolução desses conflitos diminuem.

 

Repórter Danielle Popov: Sérgio Moro também anunciou que o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Adriano Marcos Furtado, será o novo diretor da instituição. Reportagem, Danielle Popov.

 

Nasi: Uma tarde movimentada no Palácio do Planalto, local de trabalho do Presidente da República em Brasília.

 

Gabriela: Pois é, Nasi. Bombeiros, ambulâncias e helicópteros, todos participaram de uma simulação de incêndio nos gabinetes do Palácio.

 

Nasi: A simulação, que ocorre com frequência, desta vez também fez parte do treinamento para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, em 1º de janeiro.

 

Repórter Pablo Mundim: Alerta acionado e, em poucos minutos, todo o prédio do Palácio do Planalto foi evacuado. Os bombeiros foram acionados para controlarem um incêndio e os brigadistas para atenderem as vítimas. O que poderia ser uma tragédia, foi uma simulação feita pelo Gabinete de Segurança Institucional. O procedimento, que é realizado constantemente no Palácio do Planalto, segue todos os padrões de segurança e pode salvar vidas. O momento mais crítico da simulação foi quando cinco vítimas estavam supostamente passando mal. Aquelas com ferimentos mais graves foram levadas para um helicóptero, posicionado a poucos metros, na Praça dos Três Poderes. Ambulâncias do Samu também foram chamadas para levarem os pacientes para o hospital. O General de Brigada e secretário de Segurança e Coordenação Presidencial do GSI, Nilton José Batista Moreno Junior, explica como foi a simulação.

 

Secretário de Segurança e Coordenação Presidencial - Nilton José Batista Moreno Junior: Realizamos então um planejamento que, com 22 minutos e 51 segundos, nós conseguimos executar de uma maneira total.

 

Repórter Pablo Mundim: Ao todo, 65 homens participaram da simulação: seguranças, brigadistas, bombeiros e homens da Polícia Militar, Detran e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Segundo o general Moreno, para a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, que ocorre em 1º de janeiro, todo o planejamento já está pronto.

 

Secretário de Segurança e Coordenação Presidencial - Nilton José Batista Moreno Junior: Nós estamos a 25 dias da posse e nós acreditamos que o nosso planejamento já está bastante completo. Mas a integração, que é uma referência nacional aqui em Brasília, dos órgãos de segurança pública federais e distritais, ela está cooperando para que todo esse planejamento esteja caminhando a passos largos para a posse.

 

Repórter Pablo Mundim: O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, o GSI, é o órgão responsável pela assistência direta e imediata ao presidente da República, no assessoramento pessoal, em assuntos militares e de segurança. Reportagem, Pablo Mundim.

 

Gabriela: O Exército Brasileiro fez uma doação de 25 tanques para o Uruguai.

 

Nasi: Os blindados modelo M-41 são de fabricação americana e a doação foi aprovada pelo Governo por um acordo entre os dois países.

 

Gabriela: A entrega ocorreu em Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, fronteira entre o Brasil e o Uruguai.

 

Nasi: A doação foi feita porque, no Brasil, os equipamentos foram substituídos por outros modelos, e o Exército Uruguaio demonstrou interesse em receber os tanques.

 

Gabriela: Pessoas com deficiência têm acesso a um espaço que os auxilia a desenvolver habilidades e a conquistar a independência em atividades simples do dia a dia, como beber água sozinhos.

 

Nasi: É o Centro-Dia, que oferece, de graça, atividades em grupo e oficinas, sempre com a orientação de profissionais.

 

Gabriela: O local também é voltado para familiares e cuidadores.

 

Repórter Carolina Graziadei: Desde pequena, Isabela Cardoso Costa, de 32 anos, foi estimulada pela família a estudar e buscar sua autonomia. Terminou o ensino fundamental com dedicação e sempre gostou de desafios. Comunicativa, gosta de fazer amigos e está sempre disposta a aprender novas atividades. Com síndrome de Down, foi no Centro-Dia de Referência para Pessoas com Deficiência que Isabela encontrou apoio para desenvolver ainda mais suas habilidades.

 

Entrevistada - Isabela Cardoso Costa: O que eu mais gosto, muito, é pintar, aprender um monte de coisas.

 

Repórter Carolina Graziadei: A unidade especializada de atendimento faz parte do Sistema Único de Assistência Social, o Suas, e oferece atenção integral a jovens e adultos com deficiência, para que conquistem autonomia, independência e socialização. Já para os familiares e cuidadores, o Centro-Dia oferece apoio para que possam ter o momento de realizar outras tarefas enquanto a pessoa com deficiência participa das atividades no espaço dedicado a elas. Por indicação de uma psicóloga, a mãe de Isabela viu a rotina da família se transformar, desde que a filha passou a frequentar o Centro-Dia. A aposentada Lígia Cardoso Costa, de 73 anos, conta que Isabela ficou ainda mais comunicativa com o convívio diário dos novos amigos.

 

Aposentada - Lígia Cardoso Costa: Até o comportamento dela melhorou, porque é muito bom. Desenvolve bastante. Além de tudo, eles se sentem felizes, porque é gente que eles... Se compreendem, um entende o outro.

 

Repórter Carolina Graziadei: Isabela é uma das 40 pessoas com deficiência que utilizam diariamente o Centro-Dia Josealdo Bezerra, em Aracaju, capital de Sergipe. O local oferece atividades em grupo, oficinas e passeios, nos turnos da manhã e tarde. Gestos simples, como beber água sozinho, era um desafio para alguns usuários, que hoje vão conquistando sua independência em pequenas atitudes. A coordenadora da unidade, Lidiane dos Santos, explica que o papel da equipe é oferecer autonomia para jovens e adultos, como também melhorar o convívio familiar do usuário.

 

Coordenadora do Centro-Dia Josealdo Bezerra - Lidiane dos Santos: A gente faz muita atividade externa, com esse usuário, que está isolado há muito tempo, a gente leva para uma sorveteria, a gente leva para uma pracinha, para que eles consigam conviver e entender que aquilo faz parte da vida dele, que ele nunca teve, que agora ele vai passar a ter. E a gente faz esse paralelo com a família também.

 

Repórter Carolina Graziadei: No Brasil, 1.550 unidades oferecem o serviço gratuitamente. O atendimento no Centro-Dia é realizado por assistentes sociais, psicólogos e terapeutas ocupacionais. Para ter acesso, o cidadão pode procurar diretamente o Centro-Dia ou ser encaminhado pela rede socioassistencial. Reportagem, Carolina Graziadei.

 

Nasi: Seiscentos e vinte e oito mil contribuintes caíram na malha fina do imposto de renda neste ano.

 

Gabriela: É, Nasi, a quantidade retida representa 2% do total de declarações.

 

Nasi: E, de acordo com a Receita Federal, as principais razões que levaram à retenção das declarações são: a omissão de rendimentos do titular ou de seus dependentes, despesas médicas e dedução de previdência oficial ou privada.

 

Gabriela: E para saber se a declaração está na malha fina, os contribuintes podem acessar o extrato de processamento do imposto de renda, na página da Receita na internet, em receita.fazenda.gov.br.

 

Nasi: E a Receita libera na segunda a consulta ao sétimo e último lote de restituição do imposto de renda.

 

Gabriela: O pagamento de mais de R$ 319 milhões para os cerca de 151 mil contribuintes será feito no dia 17 de dezembro.

 

Nasi: Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte poderá acessar a página da Receita, na internet, no endereço receita.fazenda.gov.br, ou ligar para o Receita Fone, no número 146.

 

Gabriela: Ajudar as empresas a desenvolver pesquisas nas áreas de saúde e tecnologia.

 

Nasi: E esse é o objetivo da Embrapii, a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial.

 

Gabriela: A Embrapii divide gastos com a iniciativa privada, para reduzir os custos de projetos de inovação, principalmente de empresas pequenas e médias, que não têm estrutura pra isso.

 

Nasi: Em cinco anos, foram investidos R$ 1 bilhão, em 600 projetos de inovação, gerando emprego e renda.

 

Repórter Luana Karen: Há um ano, o pesquisador Hugo Molinari trabalha no desenvolvimento de uma cana-de-açúcar geneticamente modificada, para ser mais resistente a insetos e herbicida. A pesquisa já tem resultado.

 

Pesquisador - Hugo Molinari: A gente já conseguiu gerar os materiais de cana-de-açúcar, com essas características. Neste momento, esses materiais, eles estão em [ininteligível], mas estão sendo feitos mais alguns testes, em [ininteligível], para seleção dos melhores materiais, que vão, no segundo momento, na segunda fase, para o campo, para testes a campo.

 

Repórter Luana Karen: Hugo trabalha na Embrapa, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Mas o projeto que ele coordena é de uma startup, que, por meio da Embrapii, a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, conseguiu apoio para o uso de uma estrutura profissional de pesquisa. Quando os estudos estiverem concluídos, a startup, que é uma empresa pequena e que está começando agora, terá em mãos um produto inovador para o mercado nacional. A Embrapii é uma organização social, ligada ao Governo Federal, que, junto a centros de pesquisa e empresas, apoia a pesquisa e inovação no país. Além dos centros de pesquisa na Embrapa, a Embrapii conta ainda com outros 41 centros de pesquisa em todo o país. Segundo o presidente da Embrapii, Jorge Guimarães, o investimento na ciência e tecnologia traz vantagens compartilhadas por toda a sociedade.

 

Presidente da Embrapii - Jorge Guimarães: Todos esses projetos são projetos de desenvolvimento. O desenvolvimento, ele acaba desembocando nas ações que têm interesse social, mas, entre outras coisas, geram emprego, geram impostos para o governo, gera retorno para o Estado, desse investimento que o Estado faz, através da Embrapii, no estímulo à inovação das empresas.

 

Repórter Luana Karen: A Embrapii apoia projetos que vão da biotecnologia à comunicação, passando por energia e até o espaço. Em novembro deste ano, a empresa, criada há cinco anos, alcançou a marca de R$ 1 bilhão investidos em projetos, utilizando recursos a fundo perdido. Desde o início das operações, foram desenvolvidos ou estão em desenvolvimento 600 projetos de 430 empresas. Reportagem, Luana Karen.

 

Gabriela: Os estudantes que vão fazer a segunda aplicação das provas do Enem já podem acessar o cartão de confirmação da inscrição.

 

Nasi: O documento tem todas as informações necessárias para realização do exame, como o local das provas.

 

Gabriela: Mais de 2,7 mil inscritos têm direito a fazer o Enem, por conta de problemas, como a falta de energia elétrica durante as primeiras datas de aplicação, em novembro.

 

Nasi: As novas provas vão ser realizadas em 16 cidades, nos dias 11 e 12 de dezembro.

 

Gabriela: E o cartão está disponível na internet, no endereço enem.inep.gov.br.

 

Nasi: Estudantes que contrataram o Financiamento Estudantil pelo novo Fies, no primeiro semestre deste ano, ganharam um prazo maior para renovar o contrato.

 

Gabriela: Agora, a data final é dia 28 de dezembro.

 

Nasi: A renovação deve ser feita pela internet, em sifesweb.caixa.gov.br.

 

Gabriela: E essas foram as notícias do Governo Federal.

 

Nasi: Uma realização da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.

 

Gabriela: Com produção da Empresa Brasil de Comunicação.

 

Nasi: Fique agora com as notícias do Poder Judiciário e do Congresso Nacional. Boa noite e bom fim de semana.

 

Gabriela: Uma boa noite para você e até segunda.

 

"Brasil, ordem e progresso".