Bahia ganhará novo aeroporto que vai contemplar a zona turística da Costa dos Coqueiros

Os estudos de viabilidade para a construção do novo aeroporto no estado da Bahia devem começar ainda neste mês de novembro; Boas práticas no SUS são premiadas com um milhão e 300 mil reais; China habilita frigoríficos de Santa Catarina para exportação de miúdos suínos.

audio/mpeg 05-11-19 - MARIA VILHENA - E NOTICIA EM DOIS MINUTOS.mp3 — 2819 KB

Duração: 2m




Transcrição

Bahia ganhará novo aeroporto de passageiros na zona turística da Costa dos Coqueiros.

Serão beneficiados os municípios de Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra, Lauro de Freitas e Mata de São João.

Os estudos de viabilidade para a construção do novo aeroporto devem começar ainda neste mês de novembro.

O empreendimento vai facilitar o acesso à zona turística baiana e ficará a cerca de 300 km dos aeroportos de Salvador e de Aracaju.

Todo o processo até a inauguração do aeroporto pode levar de cinco a sete.

-------------------------------------------------------------

Boas práticas no SUS são premiadas com um milhão e 300 mil reais.

Cada uma receberá 250 mil reais e ainda concorrerá ao bônus de 100 mil reais, pelo melhor uso dos recursos públicos.

As cinco iniciativas vencedoras do Prêmio InovaSus são da Secretaria Estadual do Pará e as Secretarias Municipais de Manaus, no Amazonas, Guarulhos em São Paulo, São Paulo capital, e Pelotas, no Rio Grande do Sul.

Saiba mais acessando saude.gov.br

-----------------------------------------------------------------

China habilita sete frigoríficos de Santa Catarina para exportar miúdos suínos.

A comercialização já pode ter início imediato. A medida vai movimentar a economia catarinense e gerar mais renda para os produtores rurais.

De acordo com estimativa preliminar do Ministério da Agricultura, a abertura de mercado para esses produtos pode movimentar no próximo ano cerca de dois bilhões de dólares.

A abertura do comércio é um dos resultados da viagem do presidente Jair Bolsonaro ao país asiático no fim de outubro.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Maria Vilhena.