Ministro da Saúde participa de seminário sobre inovações no setor farmacêutico

O seminário sobre saúde tem como foco a ampliação do acesso às inovações tecnológicas e benefícios para pacientes brasileiros; Santas Casas vão poder contar com linha de financiamento do Governo Federal; Pessoas que vivem nas áreas mais vulneráveis do Brasil terão reforço na assistência à saúde.

audio/mpeg 04-07-19 - E NOTICIA 2 MIN - SUZETTE CALDERON - MANHÃ.mp3 — 1779 KB

Duração: 1m53s




Transcrição

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa nesta quinta-feira dia 04, em Brasília, da abertura do Seminário Interfama - Inovação Tecnológica na Saúde e o Valor para o Paciente.

Durante todo o dia será discutido o cenário da saúde no Brasil, com foco na ampliação do acesso às inovações tecnológicas e os benefícios ao paciente brasileiro.

O seminário terá a presença de diversos especialistas em inovação em saúde, para debater pesquisas clínicas, contexto econômico do Brasil, além de troca de experiências.

.................................................................

As Santas Casas e entidades filantrópicas que atendem os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) poderão contar com uma nova linha de financiamento do Governo Federal, que visa fortalecer o setor e melhorar a qualidade dos serviços prestados para a população que utiliza a rede pública de saúde.

A medida foi anunciada, na última terça-feira dia 2, pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que assinou portaria para regulamentar aspectos da Lei nº 13.832/2019, que criou o Programa FGTS Saúde.

Durante a cerimônia realizada na Câmara dos Deputados, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, também lançou a linha de crédito Caixa Hospitais FGTS, que disponibilizará 3,5 bilhões de reais para mais de 2 mil entidades filantrópicas que prestam serviços ao SUS.

..................................................................

As pessoas que vivem nas áreas mais vulneráveis do Brasil terão um reforço na assistência à Atenção Primária pelo Programa Mais Médicos a partir deste mês de julho.

Até o momento, 1.481 profissionais brasileiros já começaram a atuar nas unidades de saúde.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon