Rede de Proteção Básica Social e Especial do Mato Grosso do Sul recebe quatro micro-ônibus

Os veículos que têm capacidade para 28 passageiros vão proporcionar mais mobilidade para usuários e equipes da Rede;

audio/mpeg 04-12-19 - É NOTÍCIA 2 MINUTOS MARCIA DIAS - TARDE - 2m10s.mp3 — 2694 KB

Duração: 2m10s




Transcrição

A Rede de Proteção Básica Social e Especial do Sistema Único de Assistência Social do Mato Grosso do Sul recebeu quatro micro-ônibus.

 

Os veículos que têm capacidade para 28 passageiros vão proporcionar mais mobilidade para usuários e equipes da Rede. O investimento foi de um milhão e 175 mil reais.

 

Serão beneficiados os Cras - Centros de Referência em Assistência Social, os Creas, Centros de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua e o Centro Pop.

 

A capital Campo Grande receberá dois micro-ônibus e os municípios de Naviraí e Rio Brilhante receberam um veículo cada

---------------------------------------------------------

Mais um grupo de policiais militares está apto a contribuir para o trabalho de enfrentamento às drogas por meio de palestras educativas, em escolas públicas e particulares do Brasil.

 

Dezessete policiais se formaram no Proerd - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, em Brasília.

 

Eles vão atuar na capital federal e nos estados de Goiás e Tocantins. A proposta é que o grupo colabore com ações que reduzam o uso de drogas em suas regiões, a fim de melhorar, principalmente, a saúde mental e física dos jovens.

 

O Proerd foi implantado no Brasil em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o país.

--------------------------------------------------------------

A reunião da Câmara Setorial da Carne Bovina, que está sendo monitorado pelo Ministério da Agricultura, já sinaliza uma redução no preço da arroba do boi no mercado.

 

O preço da carne, elevado por diversos fatores, deve se normalizar em breve para o consumidor.

 

De acordo com o Mapa, não há risco de falta de proteína animal no país, porque somente 25% da produção são destinados à exportação.

 

Instalada desde 2003, a câmara setorial é formada por integrantes de 42 instituições.

 

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Márcia Dias.