Presidente Jair Bolsonaro faz balanço ao completar 300 dias de governo

Em cerimônia prevista para esta quarta-feira, 05, Bolsonaro vai comemorar novos investimentos no país; MEC amplia programa Educação Conectada para mais 24 mil e 500 escolas públicas urbanas; Ministério do Turismo anuncia viabilidade de construção de novo aeroporto na Bahia; Inmetro só vai aprovar modelos de bombas de combustíveis, a partir de dezembro, se tiverem certificação digital.

audio/mpeg 05-11-19 - AMERICA - E NOTICIA EM DOIS MINUTOS.mp3 — 2087 KB

Duração: 2:13s




Transcrição

O presidente Jair Bolsonaro faz um balanço, ao completar 300 dias de governo. Ele vai comemorar os novos investimentos no país em cerimônia prevista para hoje (5) no Palácio do Planalto.

 

O governo deve apresentar, também, novas propostas de reformas para promover a eficiência do Estado e impulsionar a economia e a geração de empregos.

Depois da aprovação da nova Previdência, o governo quer se concentrar na reforma do Pacto Federativo, para equilibrar o orçamento de todos os entes federados.

……………………

 

Democratizar o acesso à internet de qualidade em escolas públicas nos quatro cantos do Brasil. É com esse intuito que o Ministério da Educação, o MEC, amplia o programa Educação Conectada para mais 24 mil e 500 escolas públicas urbanas.

Com investimentos de mais de R$ 82 milhões, o projeto vai alcançar 11 milhões e 600 mil estudantes em 4 mil 545 municípios e no Distrito Federal.
…………………...

 

O Ministério do Turismo e a Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) anunciaram, nesta segunda-feira (04), que os estudos de viabilidade para a construção de um novo aeroporto no estado da Bahia devem começar ainda neste mês de novembro.

 

A ideia é que o novo local de passageiros deva ser construído na região turística chamada de Costa dos Coqueiros, que compreende os municípios baianos de Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra, Lauro de Freitas e Mata de São João.

………………..

A partir de dezembro, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, o Inmetro, vinculado ao Ministério da Economia, só vai aprovar modelos de bombas medidoras de combustíveis líquidos, como gasolina, diesel e etanol, que tenham certificação digital.

O objetivo é coibir a ocorrência de fraudes no abastecimento ao consumidor final.


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, América Melo