Programa Município + Cidadão torna-se conhecido de representantes de mais de 20 municípios do Piauí

O objetivo é transformar comunidades por meio da implantação de políticas públicas nas áreas da Cultura, Desenvolvimento Social e Esporte; Missões Jesuíticas Guaranis, Moxos e Chiquitos, em São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul, são certificadas como Patrimônio Cultural do Mercosul; Exército Brasileiro disponibiliza R$616 mil para compra de produtos da agricultura familiar em Araguari, no Triângulo Mineiro.

audio/mpeg 14-11-19 - MARIA VILHENA - E NOTICIAS EM 2 MINUTOS - TARDE - 2m12s.mp3 — 2634 KB

Duração: 2m12s




Transcrição

O Programa Município + Cidadão foi apresentado nesta semana a representantes de mais de 20 municípios do estado do Piauí.

O objetivo é transformar comunidades por meio da implantação de políticas públicas integradas, nas áreas da Cultura, Desenvolvimento Social e Esporte.

O Município + Cidadão vai premiar as prefeituras que mais se destacarem no cumprimento de oito metas do programa.

Para participar, a cidade precisa aderir ao Plano Progredir e ao Criança Feliz, do Ministério da Cidadania. O prazo de adesão vai até 19 de janeiro de 2020.

Para mais informações acesse www.mds.gov.br

-------------------------------------------------------

As Missões Jesuíticas Guaranis, Moxos e Chiquitos, em São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul, foram certificadas como Patrimônio Cultural do Mercosul, bloco formado por Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.

A região missioneira representa a cultura e a identidade do Rio Grande do Sul, uma das localidades que recebe apoio do governo federal para o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida das cidades brasileiras.

Em fevereiro deste ano, foi autorizado início das obras de requalificação urbanística em torno do sítio arqueológico.

--------------------------------------------------------

O Exército Brasileiro disponibilizou 616 mil reais para a compra de produtos da agricultura familiar em Araguari, no Triângulo Mineiro.

A chamada pública está aberta até dia 21 de novembro. Os alimentos vão abastecer o Segundo Batalhão Ferroviário do Comando Militar do Planalto, por um ano.

São mais de 70 itens entre frutas, verduras, polpas de sucos, queijos e mel, compondo a lista de compras da unidade.

As propostas de venda devem ser entregues pelas cooperativas na sede do Batalhão.

Por lei, ao menos 30% dos produtos obtidos para alimentação nas instituições públicas federais devem vir da agricultura familiar.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Maia Vilhena.