Pagamento do abono salarial para nascidos em agosto começa nesta quinta-feira, 15

Mas os titulares de conta individual na Caixa com cadastro atualizado e movimentação na conta, já tiveram o crédito automático antecipado nessa terça-feira (13); Prorrogadas as parcelas das operações de crédito rural de custeio do arroz; ANA investe em ações para conservação de água e solo de três municípios da bacia do rio Guandu, no Espírito Santo.

audio/mpeg 15-08-19 - É NOTICIAS 2 MINUTOS - LUCIANO -TARDE - 2m15s.mp3 — 2433 KB

Duração: 2m15s




Transcrição

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS ou no PASEP há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2018 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

O trabalhador com vínculo a empresa pública possui inscrição PASEP e recebe o pagamento pelo Banco do Brasil.

O valor do benefício pode ser sacado até o dia 30 de junho de 2020 e pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site www.caixa.gov.br/PIS ou pelo Atendimento CAIXA ao Cidadão: 0800 726 0207.

----------------------------------------------------------

Prorrogadas as parcelas das operações de crédito rural de custeio do arroz

A medida vai permitir que produtores comercializem a safra de 2018/2019 em melhores condições.

As parcelas vencidas em julho ou a vencer em agosto de 2019 devem ser atualizadas pelos encargos contratuais de normalidade e o pagamento poderá ser feito em até três vezes, com o vencimento da primeira em outubro de 2019.

A relação entre os custos variáveis de produção e o preço médio no Rio Grande do Sul (principal produtor de arroz do país) aumentou 25% entre as safras de 2012 a 2019.

Essa evolução do custo compromete a capacidade de pagamento dos financiamentos.

---------------------------------------------------------

ANA investe em ações para conservação de água e solo de três municípios da bacia do rio Guandu, no Espírito Santo.

Serão realizadas ações em Baixo Guandu, Brejetuba e Laranja da Terra: construção de barraginhas, plantio de árvores para regeneração ambiental e terraceamento de propriedades rurais.

As ações têm a fim de melhorar a qualidade e a quantidade de água na região, além de evitar problemas no solo, como a erosão.

A ANA apoia 78 projetos pelo Brasil, beneficiando mais de 35 milhões de pessoas das regiões metropolitanas de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Palmas (TO), Rio Branco (AC), Campo Grande (MS), Goiânia (GO) e Brasília (DF).

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Luciano Barroso.