Auditoria do Serviço de Registro Genealógico de Animais passa a ser totalmente digital

As vantagens da transformação digital são a redistribuição dos processos entre as unidades e agilidade das auditorias, diminuindo custos com diárias e deslocamentos; Processo de modernização do setor elétrico e o novo mercado de gás é tema de encontro de agentes da área, no Rio de Janeiro; Frutas e hortaliças devem apresentar baixa de preço para o consumidor nos próximos dias.

audio/mpeg 20-08-19 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS - TARDE - MARIA VILHENA - PM - FINALIZADO.mp3 — 3277 KB

Duração: 2m19s




Transcrição

Com a transformação digital, o governo federal pretende melhorar a gestão, ter economia de recursos e promover a transparência.

Estima-se que as associações vão economizar quase 300 mil reais por ano.

A modernização do serviço é mais um resultado da parceria entre os ministérios da Economia e da Agricultura.

As principais vantagens da transformação digital são a redistribuição dos processos entre as unidades e agilizar as auditorias, diminuindo custos com diárias e deslocamentos.

 

-------------------------------------------------------

O processo de modernização do setor e o novo mercado de gás é tema do Décimo Sexto Encontro Nacional dos Agentes do Setor Elétrico, nos dias 28 e 29 de agosto, no Rio de Janeiro.

O evento político-regulatório do Setor Elétrico Brasileiro vai debater os mais importantes assuntos relacionados a concessões, mercados, fontes renováveis, térmicas, operação, entre outros temas relacionados.

Estarão presentes as principais autoridades da área, associações, altos executivos e diretores das principais empresas e especialistas do setor elétrico.

 

----------------------------------------------------------------------------------

As frutas e hortaliças devem apresentar baixa de preço para o consumidor nos próximos dias.

A justificativa é a de que os preços desses produtos caíram no mês de julho, nas principais Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país.

O grande destaque entre os produtos pesquisados foi o tomate, que chegou a cair quase 40% em Recife e cerca de 30% em Brasília, Goiânia e Vitória.

A banana teve queda de preços na maioria das Ceasas, em razão do aumento da oferta. A exceção foi a banana nanica, que finalizou o mês com tendência de alta nas cotações.

A laranja também seguiu a baixa pelo terceiro mês consecutivo, mas de forma menos intensa que no mês anterior.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Maria Vilhena.