Brasil assina acordos sanitários para exportação de carne termo-processada e farelo de algodão para a China

Os requisitos para permitir a exportação desses produtos tem o objetivo de evitar o ingresso de pestes ou pragas endêmicas; Brasil e Japão estreitam relacionamento em prol do desenvolvimento sustentável do turismo; Mais de dois milhões de reais vão ampliar a rede de Saúde Mental em 19 municípios de sete estados.

audio/mpeg 28-10-19 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS - MARIA VILHENA - TERDE.mp3 — 2062 KB

Duração: 2m11s




Transcrição

Brasil assina acordos sanitários para exportação de carne termo-processada e farelo de algodão para a China.

Os requisitos para permitir a exportação desses produtos tem o objetivo de evitar o ingresso de pestes ou pragas endêmicas.

A carne termo-processada é a carne que tenha passado por processos térmicos, como a cocção. O Brasil exportou em 2018, 557 milhões de dólares em carne bovina processada e a China importou 25 milhões de dólares do produto.

Já o farelo de algodão é usado como ração animal. A exportação brasileira de farelo de algodão ainda é incipiente. A China importou quatro milhões de dólares da commodity.

--------------------------------------------------

 

Brasil e Japão estreitam relacionamento em prol do desenvolvimento sustentável do turismo.

Em encontro dos ministros do Turismo do G20, ministro japonês afirmou que o país tem interesse em investir no Brasil.

Empresas aéreas devem explorar o tráfego em pontos intermediários, para tornar mais atrativas as ligações entre os dois países.

----------------------------------------------------

 

Mais de dois milhões de reais vão ampliar a rede de Saúde Mental em 19 municípios de sete estados.

 São novas Residências Terapêuticas, que fazem o acolhimento a pacientes com transtornos mentais.

Os serviços são moradias que cuidam de pacientes com transtornos mentais, incluindo usuários de álcool e outras drogas, que tiveram alta de internações psiquiátricas, mas não possuem suporte financeiro, social ou laços familiares.

O tratamento tem o objetivo de reinserção social. Atualmente, existem 633 Serviços Residenciais Terapêuticos pelo país.

A ampliação dos servidos residenciais terapêuticos contempla os estados de Alagoas, Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Mais informações em saude.gov.br

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Maria Vilhena.