Brasil será referência na criação de Rede de Banco de Leite Materno do Brics

Os países que formam o Brics vão criar primeira Rede de Bancos de Leite Humano para o bloco econômico; Polícia Federal e o Ministério Público Federal fecharam, nesta terça-feira , um garimpo ilegal no Pará; percentual de famílias endividadas no país caiu ligeiramente no mês de outubro.

audio/mpeg 29-10-19 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS - MARIA VILHENA - TERDE.mp3 — 1843 KB

Duração: 1m57s




Transcrição

A rede de banco de leite materno do Brasil vai ser exemplo para a China, a Rússia, a Índia e a África do Sul. Os países que formam o Brics vão criar primeira Rede de Bancos de Leite Humano para o bloco econômico.

A iniciativa é pioneira e vai se basear na experiência do Brasil, que possui a maior Rede de Banco de Leite do mundo.

Todos os países do BRICS devem adotar o modelo brasileiro para coletar e distribuir leite materno para recém-nascidos de baixo peso.

Atualmente o Brasil tem 225 Bancos de Leite Humano, nos 26 estados e no Distrito Federal.

 

----------------------------------------------

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal fecharam, nesta terça-feira , um garimpo ilegal no Pará. A operação realizada por agentes federais fechou o garimpo que ocupava uma área de cerca de 1 milhão de metros quadrados dentro da Terra Indígena Apyterewa.

No garimpo, conhecido como Pista Dois, foram encontradas sete pás carregadeiras, um trator e dez conjuntos de motobombas, todos instrumentos para escavar o solo da floresta em busca de ouro.

Também foram encontradas armas, munição e mercúrio, produto extremamente tóxico usado para separar o ouro nas atividades de mineração ilegal.

-------------------------------------------------------

O percentual de famílias endividadas no país caiu ligeiramente no mês de outubro. 64,7% das famílias relataram ter dívidas, frente a 65,1% no mês de setembro. Outubro é o primeiro mês de 2019 a apresentar queda no indicador.

As informações são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada nesta terça-feira  pela CNC, a Confederação Nacional do Comércio.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Maria Vilhena.