CMN ajusta exigência do Cadastro Ambiental Rural para facilitar financiamentos do Programa Nacional de Reforma Agrária

A partir de agora, o produtor que não possui o Cadastro Ambiental Rural individual do lote, mesmo assim, terá condições de fazer o financiamento rural, mediante a apresentação do recibo de inscrição.

audio/mpeg 01-04-19 - MARA KENUPP - CADASTRO AMBIENTAL CMN - VAL 30-06.mp3 — 861 KB




Transcrição

O Conselho Monetário Nacional ajustou a exigência do Cadastro Ambiental Rural para facilitar financiamentos rurais de investimento e custeio, para pequenos produtores, do Programa Nacional de Reforma Agrária.

A partir de agora, o produtor que não possui o Cadastro Ambiental Rural individual do lote, mesmo assim, terá condições de fazer o financiamento rural, mediante a apresentação do recibo de inscrição. A exigência é que, o nome produtor conste da relação de beneficiários.

A intenção do governo é não prejudicar a obtenção de crédito rural pelos beneficiários assentados, do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf.

A medida vale até 30 de junho de 2020.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Mara Kenupp