Pesquisa do SPC Brasil revela quadro de inadimplência de empresas

De acordo com o Indicador de Inadimplência das Empresas, o maior crescimento quanto ao número de empresas negativadas foi observado no Sudeste, com alta de 8,6%.

audio/mpeg 01-04-19 - MARA KENUPP - INADIMPLENCIA EMPRESAS - VAL 02-04.mp3 — 1198 KB




Transcrição

O número de empresas com contas em atraso, registradas no cadastro de inadimplentes, cresceu 5% em fevereiro, na comparação com o mesmo mês, de 2018.

Em compensação, o ritmo de alta perdeu força em todas as regiões do país.

Já o número de dívidas contraídas em nome de pessoas jurídicas, na comparação anual, avançou 1,8%.

De acordo com o Indicador de Inadimplência das Empresas, o maior crescimento quanto ao número de empresas negativadas foi observado no Sudeste, com alta de 8,6%.

No Sul chegou a 2,9%, no Centro-Oeste a 1,5% e no Nordeste a 1,3%. Já o Norte apresentou a menor variação entre as cinco regiões, com -0,03%.

A Pesquisa é do Serviço de Proteção ao Crédito Brasil, que considera que a queda do ritmo de inadimplência deve-se a um cenário mais positivo, em que se observa melhora, no faturamento de alguns setores da economia.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Mara Kenupp