Brasil vai apoiar Venezuela para erradicação da febre aftosa

Autoridades sanitárias brasileiras e venezuelanas se reuniram nesta quarta-feira em Pacaraima, Roraima, para tratar do plano de erradicação da febre aftosa na Venezuela. De acordo com o representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Guilherme Marques, as ações conjuntas serão realizadas a partir da fronteira do Brasil em direção ao interior da Venezuela com vacinações sucessivas, inspeções clínicas e cadastro de propriedades.

audio/mpeg 06-09-18 - ROSAMELIA DE ABREU - AFTOSA - VAL 10-09.mp3 — 1027 KB

Duração: 1m16s




Transcrição

Autoridades sanitárias brasileiras e venezuelanas se reuniram nesta quarta-feira em Pacaraima, Roraima, para tratar do plano de erradicação da febre aftosa na Venezuela.

 

De acordo com o representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Guilherme Marques, as ações conjuntas serão realizadas a partir da fronteira do Brasil em direção ao interior da Venezuela com vacinações sucessivas, inspeções clínicas e cadastro de propriedades.

 

 

Em abril de 2017, representantes dos dois países se reuniram pela primeira vez em Goiás, para discutir o assunto.

 

O Brasil foi reconhecido livre de aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal, no último mês de maio.

 

A Venezuela é o único país da América Latina declarado “não livre” em toda a sua extensão territorial.