Brasil reitera a defesa pela restauração da democracia na Venezuela

Brasil confirma seu compromisso de continuar trabalhando para a restauração da democracia e do estado de direito na Venezuela e seguirá coordenando-se com todos os atores comprometidos com a liberdade do povo venezuelano.

audio/mpeg 11-01-19 - ROSAMELIA - ITAMARATY NOTA VENEZUELA - VAL 13-01.mp3 — 1176 KB

Duração: 1m15s




Transcrição

O governo brasileiro, por meio do Ministério das Relações Exteriores, reiterou a defesa pela “restauração da democracia” na Venezuela e o não reconhecimento da legitimidade do segundo mandato presidencial de Nicolás Maduro.

 

Em nota, o Itamaraty informou que mantém a confiança na Assembleia Nacional Constituinte e o apelo para novas eleições no país.

 

De acordo com a nota do Itamaraty, o "Brasil confirma seu compromisso de continuar trabalhando para a restauração da democracia e do estado de direito na Venezuela e seguirá coordenando-se com todos os atores comprometidos com a liberdade do povo venezuelano”.

 

A mesma posição foi ratificada pelo Brasil durante reunião do Grupo de Lima no último dia 4, na capital peruana, que defendeu a transmissão do poder para o parlamento venezuelano e a convocação de novas eleições para escolha de presidente da República. Maduro tomou posse na presidência da Venezuela na última quinta-feira (10) para um novo mandato de 6 anos.