Ministra da Agricultura faz um alerta para o corte de subsídio

De acordo com a ministra, há risco de prejuízo para a nova safra agrícola se o governo cortar de forma abrupta e radical o crédito aos produtores rurais com taxas subsidiadas pelo Tesouro Nacional.

audio/mpeg 11-02-19 - SUZETTE CALDERON - MINISTRA AGRICULTURA - VAL 11-02.mp3 — 1937 KB

Duração: 1:22s




Transcrição

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, alertou, através de entrevista publicada nesta segunda-feira, dia 11 de fevereiro, ao Jornal O Estado de S. Paulo, que há risco de prejuízo para a nova safra agrícola se o governo cortar de forma abrupta e radical o crédito aos produtores rurais com taxas subsidiadas pelo Tesouro Nacional. A ministra lembrou que o agronegócio responde por 20% do PIB nacional, e alertou que uma redução radical do crédito pode criar pânico entre os produtores e “desarrumar muito o setor”.

 

Segundo a ministra, a área econômica do governo estuda cortes em todos os subsídios do Tesouro já este ano, e o presidente do Banco do Brasil, Rubens Novaes, afirmou que “o grosso da atividade rural” pode se financiar com taxas de mercado.

 

Tereza Cristina disse que é preciso discutir qual será a fonte de financiamento dos produtores, que taxa de juros estará disponível e o que os bancos privados vão oferecer ao setor, lembrando que o Banco do Brasil, atualmente, é responsável por 46% do crédito rural.

 

A ministra lembrou que o assunto precisa estar pacificado até a reunião de maio do Conselho Monetário Nacional (CMN), mas espera que tudo esteja resolvido o mais rapidamente possível, para reduzir a insegurança do setor.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon