Programa Cisternas vai atender comunidades quilombolas

Um total de 140 famílias da comunidade quilombola Kalunga, em Goiás, e mais de 3.600 famílias do semiárido nordestino terão cisternas instaladas até fevereiro de 2020.

audio/mpeg 11-07-19 - SUZETTE - SISTERNAS BAHIA - VAL 11-07.mp3 — 1453 KB

Duração: 1:01s




Transcrição

Representantes da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), estarão no município do Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, Bahia, nesta quinta-feira (11). Na ocasião, será realizada a oficina “O Programa Cisternas e o atendimento às comunidades quilombolas”. O intuito é capacitar integrantes das empresas que vão executar a ação.

O Programa Cisternas tem o objetivo de proporcionar acesso à água potável para pessoas que sofrem com a seca. Um total de 140 famílias da comunidade quilombola Kalunga, em Goiás, e mais de 3.600 famílias do semiárido nordestino terão cisternas instaladas até fevereiro de 2020. A iniciativa é uma ação do Governo Federal, por meio do MMFDH e Ministério da Cidadania.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon