Arrecadação do Fundo Nacional Antidrogas dobra com a venda de bens de traficantes

a nova lei que agiliza a destinação de bens apreendidos que tenham vinculação com o tráfico ilícito de drogas, a arrecadação anual será possível multiplicar a arrecadação anual por cinco até 2022

audio/mpeg 14-01-20 - DILSON SANTA FE - FUNDO ANTIDROGAS VALE ESTA.mp3 — 1203 KB

Duração: 56s




Transcrição

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, divulgou, nesta terça-feira, mensagem nas redes sociais sobre o Fundo Nacional Antidrogas.

 

 

Segundo o ministro Sergio Moro, graças à reformulação da Secretaria Nacional Antidrogas, dobrou em 2019 a arrecadação do Fundo Nacional Antidrogas, oriunda da venda de bens de traficantes.

 

Para o ministro , os resultados ainda são inferiores a todo o potencial, mas é um começo.

 

 

De acordo com Sergio Moro, com a nova lei que agiliza a destinação de bens apreendidos que tenham vinculação com o tráfico ilícito de drogas, a arrecadação anual será possível multiplicar a arrecadação anual por cinco até 2022.

 

O ministro Sergio Moro explicou também que os valores arrecadados são utilizados em políticas de repressão e prevenção ao tráfico e uso de drogas e para o atendimento ao dependente químico.