MDR publica diagnóstico sobre condições de saneamento no Brasil

Pela pesquisa, a região Sudeste, por exemplo, se destaca como a que tem a maior rede de cobertura na área urbana, com 83,2% dos municípios nessa situação. Na região Norte, apenas 13% dos esgotos gerados, são coletados. No Centro-Oeste 52% do esgoto gerado está sendo tratado.

audio/mpeg 14-03-19 - MARA KENUPP - DIAGNOSTICO SANEAMENTO - VAL 20-03.mp3 — 1633 KB




Transcrição

O Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos, um documento, publicado pela Secretaria Nacional de Saneamento, do Ministério do Desenvolvimento Regional, revelou que as redes coletoras de esgoto do Brasil atendem 60,2% da população. Os dados são relativos a 2017 –  3.865 cidades prestaram as informações, o que equivale a 69,3% dos municípios brasileiros.

Pela pesquisa, a região Sudeste, por exemplo, se destaca como a que tem a maior rede de cobertura na área urbana, com 83,2% dos municípios nessa situação. Na região Norte, apenas 13% dos esgotos gerados, são coletados.  No Centro-Oeste 52% do esgoto gerado está sendo tratado.

O estudo apontou ainda, que, atualmente, foram feitas 545,4 mil novas ligações de esgoto em todo o País – aumento de 1% na comparação com 2016. Já as redes de esgoto foram ampliadas em 3,2%, num total de 9,7 mil quilômetros de construção. Já, a quantidade de ligações de água alcançou a marca de 912,8 mil, o que significa uma elevação de 1,7%. O tamanho da rede também foi aumentado em 2,3%, chegando a 14,4 mil quilômetros de extensão em todo o Brasil.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Mara Kenupp