AMAZÔNIA

O Ministério do Meio Ambiente e o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações informam que foi definida a medida da área de desmatamento na Amazônia Legal para o período de agosto de 2016 a julho de 2017. A medição foi realizada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE no âmbito do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite . A área consolidada de desmatamento é de 6 mil 947 quilômetros quadrados . Esse valor é aproximadamente 5% acima do que o estimado pelo Inpe em outubro de 2017, que foi de 6 mil 624 quilômetros quadrados. O número representa uma redução de 12% com relação ao desmatamento verificado entre 2015 e 2016, apurado em 7 mil 893 quilômetros quadrados. O desmatamento observado em 2017 caiu 75% em relação à área registrada em 2004, ano em que foi iniciado pelo governo federal o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal. Os dados estão disponíveis para consulta no site do Inpe no endereço www.inpe.br. O índice do desmatamento relativo ao período de agosto de 2017 a julho de 2018 está em processamento e deve ser divulgado no segundo semestre de 2018. A taxa preliminar de desmatamento é divulgada alguns meses após do encerramento do período de mensuração. Ela é uma estimativa produzida a partir da análise do desmatamento de uma seleção de imagens do satélite Landsat. A análise é concentrada na área correspondente a 95% do desmatamento que ocorreu no ano anterior, o que representa em média 90 cenas, das cerca de 220 que compõem a região da Amazônia Legal.

audio/mpeg 14-05-18 - E NOTICIA - AREA DE DESMATAMENTO.mp3 — 2337 KB

Duração: 2'29"