SENAD quer tornar mais rápida a conversão para real de moeda estrangeira apreendida em ações de combate ao tráfico de drogas

Há mais de 10 mil processos judiciais, relacionados a apreensões fruto de tráfico de drogas, com numerário estrangeiro aguardando a conversão para o real.

audio/mpeg 20-02-19 - ROSAMELIA - CONVERSÃO DINHEIRO TRÁFICO - VAL 20-02.mp3 — 1403 KB

Duração: 59s




Transcrição

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) solicitou ao Banco Central uma regulamentação para agilizar a conversão de moeda estrangeira, apreendida em ações de combate ao tráfico de drogas, para o Real.

A secretária Nacional de Políticas Sobre Drogas, alertou que há mais de 10 mil processos judiciais, relacionados a apreensões fruto de tráfico de drogas, com numerário estrangeiro aguardando a conversão para o real.

Alegando problemas operacionais, os bancos não têm realizado tais conversões, o que impede a utilização dos valores apreendidos, como também estimar o custo da custódia, pelas instituições financeiras, desses valores em papel.

 

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas vai encaminhar ao Banco Central um detalhamento técnico indicando a dimensão do problema.