Ministério da Saúde vai lançar campanha para estimular vacinação contra sarampo no AM

A campanha será veiculada em abril e chamará para a vacinação contra o sarampo crianças de seis meses a menores de cinco anos nos estados do Amazonas, Roraima e Pará.

audio/mpeg 20-03-19 - SUZETTE CALDERON - VACINAÇÃO SARAMPO - VAL 10-04.mp3 — 1466 KB

Duração: 1:33s




Transcrição

Pacote de ações para reverter a queda das taxas de vacinação, situação que ocorre desde 2003, está sendo desenvolvido.

 

O Ministério da Saúde enviou nesta terça-feira, dia 19 de março, um comunicado oficial à Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), confirmando um caso de sarampo endêmico ocorrido no Pará em 23 de fevereiro deste ano. Com isso, o Brasil perderá a certificação de país livre da doença e iniciará o plano para retomar o título dentro dos próximos 12 meses.

 

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o plano consiste em encaminhar medidas importantes ao Congresso Nacional, como a exigência do certificado de vacinação, não impeditiva, de ingresso na escola e no serviço militar.

 

As ações fazem parte de um conjunto de medidas que estão sendo desenvolvidas para os primeiros 100 dias de governo. As medidas ainda incluem a melhora nos sistemas de informação e monitoramento para medidas de prevenção e controle.

 

O Ministério da Saúde prepara uma campanha publicitária para estimular a vacinação contra o sarampo no Amazonas, Roraima e Pará. Os três estados registram, desde o ano passado, transmissão ativa do vírus. A campanha será veiculada em abril e chamará para a vacinação contra o sarampo crianças de seis meses a menores de cinco anos, público com baixa cobertura vacinal nos três estados e mais vulnerável para a doença.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon