Liberação do FGTS deve gerar 2,9 milhões de empregos formais nos próximos 10 anos

Economia brasileira deverá crescer 0,35 ponto percentual a mais nos próximos 12 meses com parte dos recursos do FGTS, PIS e Pasep

audio/mpeg 25-07-19 - SUZETTE - CRESCIMENTO ECONOMIA - VAL 26-07.mp3 — 1710 KB

Duração: 1m12s




Transcrição

A economia brasileira deverá crescer 0,35 ponto percentual a mais nos próximos 12 meses, com parte dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), segundo o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida. De acordo com ele, 2,9 milhões de empregos formais deverão ser criados nos próximos dez anos com as medidas anunciadas nesta quarta-feira, dia 24.

Na solenidade de anúncio das novas regras para saque do FGTS, do PIS e do Pasep, o secretário confirmou que apenas a liberação do dinheiro, limitada a 500 reais por conta, em 2019, e equivalente a um percentual mais um valor fixo a partir do próximo ano, injetará R$ 30 bilhões de reais na economia neste ano – R$ 28 bilhões de reais do FGTS e R$ 2 bilhões de reais do PIS/Pasep – e R$ 12 bilhões de reais em 2020.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon