Ministra defende na FAO fim do protecionismo dos países desenvolvidos na agricultura

A ministra Tereza Cristina destacou que o protecionismo em países desenvolvidos ameaça o aumento da produção de alimentos nas nações em desenvolvimento, que ficam competindo com produtos subsidiados.

audio/mpeg 26-06-19 - SUZETE - TEREZA CRISTINA - LS.mp3 — 866 KB

Duração: 0:55s




Transcrição

A ministra Tereza Cristina da Agricultura, Pecuária e Abastecimento defendeu nesta segunda-feira (24) o fim do protecionismo dos países desenvolvidos e a adoção de princípios científicos na regulação do comércio internacional de alimentos, durante discurso na 41ª Conferência da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em Roma.

 

De acordo com a ministra, essas medidas são mais que necessárias para que nações pobres possam desenvolver seus setores agrícolas e o comércio mundial seja justo e livre para todos.

 

A ministra destacou que o protecionismo em países desenvolvidos ameaça o aumento da produção de alimentos nas nações em desenvolvimento, que ficam competindo com produtos subsidiados.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon