Inadimplência das famílias fica estável nos últimos quatro meses

Em agosto, a inadimplência permaneceu em 5%, a menor taxa da série histórica iniciada em março de 2011

audio/mpeg 27-09-18 - ROSAMELIA DE ABREU - BC INADIMPLENCIA - VAL 30-09.mp3 — 1094 KB

Duração: 1m09s




Transcrição

A inadimplência das famílias ficou estável nos últimos quatro meses, mantendo o menor nível histórico registrado pelo Banco Central.

 

 

 

Em agosto, a inadimplência permaneceu em 5%, a menor taxa da série histórica iniciada em março de 2011. Essa taxa considera atrasos acima de 90 dias.

 

A taxa média para pessoas físicas e empresas - de 4,2% em agosto - também é a menor da série histórica.

 

 

 

Segundo os técnicos do Banco Central , a inadimplência “em valores muito baixos” deve-se à retomada gradual da atividade econômica.

 

Outra razão é a melhor análise da capacidade de pagamento dos clientes feita pelos bancos antes de liberar o empréstimo e a um “gerenciamento mais ativo” após a concessão de crédito, com oferta de renegociação para os tomadores permanecerem adimplentes.