Novas normas de segurança e saúde do trabalho vão gerar R$ 68 bilhões

A estimativa foi divulgada pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia durante a solenidade de assinatura das novas regras.

audio/mpeg 31-07-19 - SUZETTE - SEGURANCA NO TRABALHO - VAL 01-08.mp3 — 983 KB

Duração: 1:02s




Transcrição

As novas normas de segurança e saúde do trabalho, sancionadas nesta terça-feira dia (30) pelo presidente Jair Bolsonaro, gerarão economia de pelo menos 68 bilhões de reais nos próximos dez anos. A estimativa foi divulgada pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia durante a solenidade de assinatura das novas regras.

 

As mudanças abrangem três das 36 normas reguladoras as (NRs).

Segundo o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, todas as normas foram debatidas por representantes do governo, dos trabalhadores e dos empregadores na Comissão Tripartite Paritária Permanente.

Ele reiterou que os padrões internacionais de diálogo social e de segurança continuarão a ser respeitados e que a revisão das normas teve como objetivo reduzir a burocracia e o custo Brasil (custo para produzir no país).

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon