Exército vai comprar mais de R$ 778 mil da agricultura familiar em MS

O 17º Batalhão de Fronteira do Exército em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, está investindo mais de R$ 778 mil em artigos da agricultura familiar. A chamada pública está sendo realizada por meio do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA, na modalidade Compra Institucional. As propostas devem ser entregues por agricultores e cooperativas na unidade até 17 de junho.

audio/mpeg Exército investirá mais de R$778 mil produtos da agricultura Familiar em Corumbá.mp3 — 2798 KB

Duração: 1m59s




Transcrição

Exército investirá mais de R$ 778 mil em produtos da agricultura familiar em Corumbá

 

LOC: O 17º Batalhão de Fronteira do Exército em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, está investindo mais de setecentos e setenta e oito mil reais em artigos da agricultura familiar. A chamada pública está sendo realizada por meio do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA, na modalidade Compra Institucional. As propostas devem ser entregues por agricultores e cooperativas na unidade até 17 de junho.

Trinta e sete itens compõem a lista de produtos solicitados pelo edital. Entre eles, ovos, doce de leite, frutas, legumes e verduras. A Associação de Atividades Agrícolas e Pluriativas de Três Lagoas, a Agrip, é uma das organizações que costuma participar do PAA. O presidente da Agrip, Pedro Coelho, fala da importância do processo para os compradores e para quem fornece os alimentos.

 

SONORA: PEDRO COELHO - PRESIDENTE DA AGRIP

 

LOC: A coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério da Cidadania, Hetel Santos, reforça que as Compras Institucionais por meio do PAA estão crescendo no estado e que é uma ótima oportunidade para fortalecer a cadeia produtiva da região.

 

SONORA: HETEL SANTOS - COORDENADORA-GERAL DE AQUISIÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS

 

LOC: Hoje, a legislação determina que trinta por cento dos artigos adquiridos para alimentação nas instituições públicas federais venham da agricultura familiar. Na modalidade Compra Institucional do PAA, cada agricultor pode vender até vinte mil reais, por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o teto é de seis milhões de reais por ano. Para acompanhar as chamadas públicas abertas em todo o país, basta acessar o portal comprasagriculturafamiliar.gov.br.

 

Reportagem, Henrique Jasper.