Ministério da Cidadania investe R$ 50 milhões no patrimônio histórico de Minas Gerais

audio/mpeg Ministério da Cidadania investe 50 milhões no patrimônio historico de Minas Gerais.mp3 — 2266 KB




Transcrição

LOC: O Ministério da Cidadania está investindo cerca de 50 milhões de reais na preservação do patrimônio histórico em Minas Gerais. As obras, que incluem restauração de igrejas e construção de centros culturais e museus, contemplam as cidades de Belo Horizonte, Ouro Preto e Mariana, com recursos do PAC Cidades Históricas e da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Em Belo Horizonte, investimentos de mais de três milhões de reais garantiram a reforma do Galpão da Casa do Conde, que integrava o complexo da Estrada de Ferro Central do Brasil. No local, agora funciona um centro cultural. O secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires, prestigiou a inauguração e comentou a importância de se investir em cultura.

SONORA HENRIQUE PIRES

LOC: Em Ouro Preto, um dos locais beneficiados é a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, onde estão enterrados o escultor Aleijadinho e seu pai, Manuel Francisco Lisboa. O templo já recebeu 4 milhões de reais para reforma estrutural e terá mais três milhões e seiscentos mil para restauração dos elementos artísticos.

Também em Ouro Preto, foram investidos seis milhões e setecentos mil reais na reforma do antigo asilo São Vicente de Paula, que sediará o Museu Boulieu Caminhos da Fé. O acervo conta com mais de mil e duzentas peças de arte sacra provenientes de vários países e doados pela família Boulieu. O prefeito de Ouro Preto, Júlio Pimenta, comemorou o investimento.

SONORA JÚLIO PIMENTA

LOC: Em Mariana, serão investidos quinze milhões e trezentos mil reais no restauro da Igreja de São Francisco de Assis e da Casa do Conde de Assumar, imóvel que fica anexo à igreja e onde será implantado o Museu de Mariana.

Para saber mais sobre os investimentos federais em patrimônio, acesse o site da Secretaria Especial da Cultura, em cultura.gov.br.

Reportagem: Camila Campanerut (Ministério da Cidadania)