Governo quer incentivar o acolhimento para zerar o número de crianças de até 6 seis anos que vivem em abrigos

Diferentemente da adoção, o acolhimento é temporário. A família que recebe a criança fica responsável pelos cuidados com educação e atendimento à saúde e para isso recebe uma ajuda de custo.

audio/mpeg 13-07-17 - MDS - FAMILIA ACOLHEDORA - BG - JM.mp3 — 6643 KB