Conab estima produção recorde de 241,3 milhões de toneladas de grãos na safra 2018/2019

O Brasil deve registrar um novo recorde na safra de grãos. De acordo com o 11° levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a colheita deve chegar a 241,3 milhões de toneladas de grãos na safra 2018/2019 e superar o recorde da safra 2016/2017, quando foi registrada a colheita de 237,6 milhões de toneladas. Comparada a safra anterior, o crescimento será de 6%. A produção do milho primeira safra deve ficar em 26,2 milhões. Já a segunda safra do produto, com recorde de produção, será de 73,1 milhões de toneladas, 35,6% a mais em relação à safra de 2017/18. Em relação à soja, houve uma redução de 3,5% com 115,1 milhões. As regiões Centro-Oeste e Sul representam mais de 78% dessa produção. Outro produto responsável pelo desempenho favorável é o feijão. A segunda safra do grão com a colheita em fase final, teve clima favorável que contribuiu para a produção de 1,3 milhão de toneladas, 7,2% acima da obtida no período anterior. O feijão terceira safra também tem aumento de 20,5% e deve alcançar 739,6 mil toneladas. O plantio foi finalizado em julho. Na comparação com a primeira safra, cuja colheita também já foi encerrada, houve uma redução de 22,5%. Isso foi causado principalmente pela diminuição de área e produtividade no Paraná, Minas Gerais e Bahia. O país deverá colher também 4 milhões de algodão em caroço e 2,7 milhões de pluma. Enquanto o trigo tem produção estimada em 5,4 milhões de toneladas, o arroz deve ficar em 10,4 milhões, um recuo de 13,6%. O estudo realizado pela Conab mostra como causa as reduções de área do cereal ocorridas nos principais estados produtores. Para mais informações sobre o 11° levantamento de grãos acesse o site www.conab.gov.br

audio/mpeg 09-08-19 - MOMENTO AGRO - 2M40S - FINALIZADO - Safra recorde graõs.mp3 — 5029 KB

Duração: 2'40"