Momento Agro 18/05/18

Ao fazer balanço das ações de Política Agrícola, secretário diz que não faltam recursos para financiamento da safra

audio/mpeg 18-05-18 momento agro Política Agrícola.mp3 — 4858 KB




Transcrição

Ao analisar as principais ações da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento dos últimos dois anos, no período 2016-2017, Wilson Vaz de Araújo destacou o trabalho feito na elaboração de Políticas Agrícolas para garantir tranquilidade ao produtor. Vaz de Araújo assumiu o cargo em 6 de abril deste ano. Ele acredita que a identidade do ministro Blairo Maggi e de Neri Geller, ex-ministro da Agricultura e ex-secretário de Política Agrícola, com o agronegócio, com a produção agrícola, foi um diferencial importante para o bom êxito dos trabalhos da Secretaria. O planejamento da Secretaria opera com três instrumentos básicos que norteiam a Política Agrícola: financiamento da safra, custeio e investimentos. O secretário explica que em nenhum momento houve escassez na oferta de recursos, tanto na safra 2016/2017 quanto na safra 2017/2018. No apoio à comercialização, a Política Agrícola do MAPA também se fez presente na subvenção de preços ou de leilões e vendas em balcão de arroz e milho. Vaz de Araújo ressalta o avanço na oferta de Seguro Rural. A Secretaria trabalha estudos de projeções do agronegócio em conjunto com universidades, produtores rurais, empresas e departamentos econômicos de entidades do agronegócio. As projeções sempre sinalizam para um horizonte de dez anos. Vaz de Araújo está otimista quanto às perspectivas de crescimento da produção agropecuária. O secretário Vaz de Araújo está consciente da impossibilidade de atender a todas as demandas de crédito, mas destacou a alocação de recursos feita pelo governo para tranquilizar o produtor na colheita da safra.