Ministro da Agricultura garante controle de saída de produtos de frigoríficos

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, determinou que a partir de agora,18 estabelecimentos citados em investigação da Polícia Federal terão a presença de auditores fiscais agropecuários. O anúncio foi feito após reunião no Palácio do Planalto, no domingo (19), com o presidente Michel Temer, ministros de governo e embaixadores de países importadores de carne brasileira. Aos embaixadores, Maggi disse que transparência é o melhor remédio nessa hora. O ministro vai divulgar a lista de empresas citadas na Operação Carne Fraca, para onde exportaram nos últimos 60 dias, em quais mercados chegaram e os produtos comercializados. Outra iniciativa, disse Maggi, será o trabalho conjunto com a Polícia Federal. Ele também fez questão de explicar que houve problemas com o que chamou de narrativa do inquérito. Maggi se referiu ainda a preocupação com a qualidade dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros e nos países importadores. Ele observou que o Brasil é grande exportador de alimentos, detendo 7% do mercado mundial do agronegócio.//S Quanto a inspeção de produtos, Blairo Maggi garantiu ser a mesma a que os produtos são submetidos no país também ocorre no exterior, atestando padrões e a qualidade do trabalho feito por nossos fiscais, tratando o desvio de conduta de servidores, já exonerados, como minoria no universo de 11 mil funcionários do Mapa.

audio/mpeg 20-03-17 - MOMENTO AGRO - 3m33s - FINALIZADO - Reunião Planalto(1).mp3 — 2505 KB

Duração: 3'33"