Safra de cana estimada em 635 milhões de toneladas deve gerar 30 bilhões de litros de etanol

A produção de cana-de-açúcar deve atingir a marca de 635 milhões de toneladas na atual safra. É o que mostra o 2º Levantamento divulgado nesta terça-feira (21) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O resultado representa um aumento de 0,4% em relação à safra 2017/18, que fechou em 633,26 milhões de toneladas. Motivada pelo melhor fluxo de comercialização frente ao açúcar nesta safra, a produção total de etanol deverá alcançar 30,41 bilhões de litros. O Coordenador-geral de Frutas e Café do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Silvio Farnese, explicou o crescimento dos números do etanol. Com relação ao etanol hidratado, que é o próprio álcool combustível, a produção também deverá ter um aumento de aproximadamente 18%, chegando 19,17 bilhões de litros. Os números do açúcar seguem o movimento de retração. Segundo o levantamento, a produção deve chegar a mais de 34 milhões de toneladas, ou seja, uma queda de 9,6% se comparada com a safra de 2017/18, que foi de 37,87 milhões de toneladas. Farnese destacou alguns fatores como a concorrência com países asiáticos que contribuem para esses números. A área colhida também sofreu diminuição e agora está estimada em 8,66 milhões de hectares. Esta queda foi influenciada pela devolução de terras arrendadas e pela rescisão de contratos com fornecedores.

audio/mpeg 22-08-18 - MOMENTO EGRO - 3M49S - FINALIZADO - Safra de cana 3.mp3 — 7178 KB

Duração: 3'49"