Pesquisas da Embrapa revelam que feijão e algodão são hospedeiros do nematoide causador da Soja Louca II

Os primeiros resultados sobre as pesquisas com plantas hospedeiras do nematoide Aphelenchoides besseyi, causador da Soja Louca II feitos pela Empresa de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, revelam que, além da soja, outras duas culturas são hospedeiras: o algodão e o feijão, e também algumas plantas daninhas: trapoeraba, agriãozinho-do-pasto e o caruru. Os pesquisadores Maurício Meyer, da Embrapa Soja, e Luciany Favoreto, da Embrapa de Minas Gerais (Epamig) analizaram aspectos de hospedabilidade do nematoide. Maurício Meyer explica que os estudos também buscavam respostas sobre como o nematoide sobrevive no solo de uma safra para outra e se há cultivares de soja mais sensíveis ao nematoide, entre outros dados. Nas lavouras de soja, o nematoide foi identificado há mais de dez anos e há registro de que pode causar reduções de até 100% na produtividade. A doença causa abortamento das vagens, enrugamento e escurecimento das folhas. A Soja Louca II é uma doença que predomina em regiões quentes e chuvosas como os estados do Maranhão, Tocantins, Pará e Mato Grosso. Mais informações sobre o histórico do problema na cultura da soja estão disponíveis no site da Embrapa: www.embrapa.br

audio/mpeg 27-11-17 - MOMENTO AGRO - SOJA LOUCA -2M47S.mp3 — 2624 KB

Duração: 2min47seg