Mercado dos EUA deve ser reaberto à carne brasileira em até 60 dias

Ao deixar a reunião com secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, em Washington, nesta segunda-feira (17), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, disse ser preciso aguardar posições técnicas, mas adiantou, mesmo considerando difícil dar um prazo, ser possível a reabertura do mercado norte-americano à carne bovina in natura brasileira em 30 ou 60 dias. Uma equipe de técnicos do Mapa está no país desde o último dia 13 em contato com a área de Defesa Sanitária para tratar do atendimento às exigências feitas pelo governo dos EUA para restabelecer as importações de carne bovina, interrompidas por causa de preocupações sanitárias. Uma das medidas adotadas foi deixar de embarcar as peças dianteiras inteiras, como vinha sendo feito. É justamente nessa parte que são aplicadas as vacinas e onde foram detectadas reações à aplicação. De acordo com Maggi, o encontro com Perdue, superou as expectativas. Ele falou também sobre a solução apresentada para outro problema alegado sobre a presença de osso nas peças. O ministro Maggi retorna ao Brasil nesta terça-feira (18), após uma reunião com o Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos marcada para às 11 horas da manhã, horário americano.

audio/mpeg Mini EUA.mp3 — 2681 KB