Ministério da Agricultura autoriza redução da dose da vacina contra aftosa

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicou no Diário Oficial Instrução Normativa nº 11 onde autoriza a redução da dose da vacina contra a aftosa de 5 mililitros para 2 mililitros. Um dos principais objetivos na mudança da vacina será a injeção de menor volume de óleo mineral, com consequente redução de reações locais. Alguns países, como Argentina, Uruguai e Bolívia já adotam essa prática, com resultados satisfatórios, tanto em relação à diminuição às reações, quanto na preservação da potência da vacina. O componente oleoso, que tem a finalidade de promover imunidade mais longa, é também um dos principais responsáveis pela indução de reações do tipo alérgica no local da aplicação. O secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, explicou a medida e disse que a finalidade é garantir a eficiência da vacina. Outras mudanças ocorridas na vacina foram a retirada do vírus C e da saponina. Reangel afirmou que a retirada dos componentes não traz prejuízo a eficiência da vacina. O Ministério da Agricultura realiza testes com animais em fazendas próprias, no Rio Grande do Sul. Já foram produzidas aproximadamente 57 milhões de doses de vacina com 2ml, a expectativa é que a produção aqueça e tenha volume suficiente para poder atender o pecuarista no segundo semestre de 2018.

audio/mpeg Vacina.mp3 — 2692 KB