Brumadinho : Cuidados com a água e com a lama

Em situações de emergência (como enchentes e calamidades públicas), algumas doenças podem se propagar facilmente em decorrência da contaminação da água e dos alimentos, como diarreia, cólera, febre tifoide, hepatite A, giardíase, amebíase, verminoses e leptospirose. Portanto, não consuma alimentos que tenham tido contato com a lama, incluindo alimentos embalados, enlatados ou alimentos perecíveis (como frutas, legumes e verduras). Se possível, filtre e/ferva a água antes de beber, apenas consuma água indicada pelas autoridades e não use água sanitária em água ou alimentos para consumo humano ou animal. Durante e depois de um evento como o de Brumadinho – MG, é possível que os alimentos não estejam em condições adequadas para serem consumidos no local. Para evitar o adoecimento das pessoas, é importante observar e tomar alguns cuidados para garantir a qualidade do que está sendo consumido Não pesque ou consuma peixes provenientes do Rio Paraopeba. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) informam que a água tratada pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA), não apresenta risco para saúde humana. Mais detalhes em: www.copasa.mg.gov.br. Se você teve contato com a lama ou alimentos contaminados e apresentar os seguintes sintomas: vômitos, coceira, tonteira, diarreia, procure a unidade de saúde mais próxima e informe à equipe de saúde sobre o contato.

audio/mpeg 2019-02-01- ARMAZENAMENTO DE AGUA - MOSQUITO.mp3 — 767 KB

Duração: 32'"