Brasil e Chile assinam acordo de cooperação para combate à corrupção

O jornalista Eduardo Biagini entrevistou o ministro da CGU, Wagner Rosário, sobre o acordo

audio/mpeg 27-03-19 - CONVERSA SERIA - ACORDO BRASIL-CHILE.mp3 — 6264 KB

Duração: 6m40s




Transcrição

A Controladoria-Geral da União (CGU) e a Secretaria-Geral da Presidência do Chile assinaram, na última terça-feira (26), em Santiago, acordo de cooperação contra a corrupção.

 

O objetivo é estabelecer mecanismos de assistência e de colaboração mútua voltados à implementação de medidas de prevenção, detecção e punição de desvios de recursos públicos e atos lesivos ao Estado.

 

O documento foi assinado pelo ministro da CGU, Wagner Rosário, e pelo subsecretário-geral da Presidência do Chile, Claudio Alvarado.

 

O acordo internacional prevê a troca de boas práticas e experiências de combate à corrupção; promoção de campanhas, estratégias e planos conjuntos para a sensibilização e difusão da cultura de integridade, legalidade e transparência; intercâmbio de servidores especializados; realização de conferências, seminários e reuniões binacionais para o aperfeiçoamento das instituições.

 

O jornalista Eduardo Biagini entrevistou o ministro da CGU, Wagner Rosário sobre o acordo.