PREVISÃO DO TEMPO PARA O PRODUTOR RURAL: BRASIL (ATÉ 06/12)

As informações do Boletim são da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), órgãos ligados ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

audio/mpeg 30-11-21 - BOLETIM AGROMETEREOLÓGICO - BRASIL.mp3 — 3276 KB

Duração: 2min37seg




Transcrição

N-NE: Os maiores acumulados de chuva concentram-se no Noroeste e Centro-Sul do AM, Norte de RO, Sudoeste do PA e Sul de TO. No Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (região do MATOPIBA), são previstos volumes de chuva acima de 80 mm, contribuindo para a manutenção da umidade no solo e o desenvolvimento dos cultivos de verão em todas as áreas.

CO: Os maiores acumulados de chuva ocorrerão em áreas do Centro-Norte do MT e de GO, com possibilidade de tempestades que podem ultrapassar os 150 mm. Longos períodos de tempo nublado podem prejudicar as lavouras nessas áreas. No entanto, a umidade no solo será favorável ao desenvolvimento dos cultivos de verão, principalmente, nas regiões com maior insolação.

SE: Os maiores acumulados de chuva se concentraram no Sudeste de MG, Oeste e Norte de SP e RJ, entre 3ª e 4ª, com volumes de até 150 mm. Já entre 5ª e 6ª, as chuvas irão se concentrar no Norte de MG e no ES. No geral, as condições de umidade continuarão favoráveis às lavouras de grãos, cana-de-açúcar e café.

S: São previstos acumulados de chuva inferiores à 50 mm no Centro e Norte do RS, que ocorrerão no final da semana. A restrição de água para o milho e a soja em algumas áreas poderá se manter, principalmente, para as lavouras em estádios reprodutivos. Entretanto, na maior parte da região, a umidade no solo será suficiente para o desenvolvimento das culturas.