Governo investe em ações para diagnóstico precoce do coronavírus

Para falar sobre as ações do governo federal para conter o coronavírus, o jornalista Ramon Gusmão entrevistou a pesquisadora da Fiocruz, Marilda Mendonça Siqueira.

audio/mpeg 11-02-20 - CONVERSA SERIA - CORONAVIRUS VALE ESTA.mp3 — 9892 KB

Duração: 10m10s




Transcrição

O Brasil permanece sem registro do novo coronavírus que já atinge 24 países além da China. No último boletim divulgado pelo ministério da Saúde, o Brasil investiga 7 casos suspeitos.

 

A detecção precoce de casos do novo coronavírus pode influenciar na redução da incidência do vírus.

 

Para melhorar a detecção de casos , o Brasil em parceria com a Opas, a Organização Pan-Americana da Saúde, especialistas do Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo da Fiocruz, o Instituto Oswaldo Cruz promoveram a capacitação de profissionais do Instituto Evandro Chagas e do Instituto Adolfo Lutz para o diagnóstico laboratorial da doença.

 

Essa capacitação representa um passo importante na resposta do sistema de vigilância brasileiro diante de uma possível emergência sanitária nacional.

 

O suporte do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde possibilita a descentralização do diagnóstico e, consequentemente, agilidade na investigação dos casos.

 

Para falar sobre as ações do governo federal para conter o coronavírus, o jornalista Ramon Gusmão entrevistou a pesquisadora da Fiocruz, Marilda Mendonça Siqueira.