Enem registra 68,1% de ausências no primeiro dia da versão digital do exame

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ao todo, 34 mil 590 candidatos fizeram as provas; Cerca de 343 pacientes do Amazonas foram transferidos para tratamento em outros estados brasileiros, nesse sábado (30); Manaus vai receber esta semana 90 mil metros cúbicos de oxigênio vindos de Belém, em uma operação realizada pela Marinha do Brasil, em parceria com os ministérios da Saúde e da Defesa.

audio/mpeg 01-02-20 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS 2M17S - DILSON SANTA FÉ - FINALIZADO.mp3 — 3213 KB

Duração: 2m17s




Transcrição

O primeiro dia de aplicação da versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou a ausência de 68,1% dos 93 mil candidatos inscritos.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ao todo, 34 mil 590 candidatos fizeram as provas.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, atribui as faltas principalmente à pandemia do novo coronavírus.

----------

Cerca de 343 pacientes do Amazonas foram transferidos para tratamento em outros estados brasileiros, nesse sábado (30).
A operação foi realizada pelo Ministério da Saúde e Governo do Amazonas, com o apoio do Ministério da Defesa.

Do número total de transferidos, 335 são pacientes com Covid-19 e oito em tratamento oncológico. Destes, 96 já retornaram curados para Manaus, até o momento.

No último sábado (30), mais 36 pessoas diagnosticadas com Covid-19, de gravidade leve ou moderada, condição que permite a remoção aérea, foram transferidas para outros estados, sendo 18 para Natal, no Rio Grande do Norte e 18 para Florianópolis, em Santa Catarina.

Os pacientes estão sendo transferidos para leitos de hospitais universitários federais, vinculados ao Ministério da Educação, disponibilizados pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). E também para leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) de outros estados.

----------

Manaus vai receber esta semana 90 mil metros cúbicos de oxigênio vindos de Belém, em uma operação realizada pela Marinha do Brasil, em parceria com os ministérios da Saúde e da Defesa.

A carga é destinada à rede hospitalar de Manaus, cidade que vem enfrentando problema de abastecimento de oxigênio, nesse novo pico de pandemia de Covid-19.

As ações que vêm sendo realizadas para abastecer de oxigênio a rede hospitalar de Manaus fazem parte do planejamento estratégico executado pelo Ministério da Saúde.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé