ANTT autoriza reajuste de 6,76% no pedágio da ponte Rio-Niterói

E mais: destinação a fundos da criança e do idoso de contribuintes paulistas via Imposto de Renda sobe 52% em 2021; MDR lança edital para contratação de consultoria que vai ajudar municípios na regionalização dos serviços de saneamento básico; Rio de Janeiro vacinará com segunda dose da Pfizer grávidas que tomaram AstraZeneca.

audio/mpeg 01-07-2021 É NOTICIA EM 2 MIN MARCIA DIAS .mp3 — 2081 KB

Duração: 2min02seg




Transcrição

A ANTT autorizou o reajuste de 6,76% no valor da tarifa de pedágio cobrado pela Ecoponte, concessionária que administra a Ponte Rio Niterói.

O percentual corresponde à variação da inflação oficial medida pelo IPCA. Os novos valores entraram em vigor a zero hora desta quinta-feira, dia 1º de julho.

Xxxxx

A Receita Federal identificou um aumento de 52% no total destinado, via imposto de renda, aos Fundos da Criança e do Adolescente e aos Fundos do Idoso, por contribuintes do estado de São Paulo. Neste ano, os valores ultrapassaram os R$ 47 milhões de reais. Em 2020, os contribuintes destinaram cerca de R$ 31 milhões de reais dos fundos.

Por meio da destinação aos fundos do Idoso e da Criança, o contribuinte escolhe onde parte do imposto que ele paga será aplicado. O valor total destinado é abatido do que o contribuinte deveria pagar de imposto ou somado à restituição.

Xxxx

O Ministério do Desenvolvimento Regional lançou edital de contratação de uma empresa de consultoria para ajudar os municípios a elaborar as propostas de regionalização para os serviços de abastecimento de água e esgoto, conforme o marco do saneamento básico.

A iniciativa é voltada aos municípios que não conseguirem cumprir o prazo para estruturar a divisão dos blocos regionais de prestação dos serviços de saneamento básico compartilhado.

As empresas interessadas em prestar consultoria têm até 19 de julho para enviarem as propostas.

Xxxx

Depois que o Ministério da Saúde suspendeu, em maio, a vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades com a vacina da AstraZeneca, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro decidiu completar o esquema vacinal desse público com a segunda dose do imunizante contra Covid-19 da Pfizer. A orientação da secretaria foi enviada aos 92 municípios do estado.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília