Prouni: Pagamento do Bolsa Permanência será feito a partir desta quarta-feira

Mais incentivos financeiros serão destinados aos Centros Comunitários de Referência e Centros de Atendimento para o enfrentamento da Covid-19 pelo Ministério da Saúde; Ministério da Justiça e Segurança Pública prorroga emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Funai na Terra Indígena Enawenê-Nawê, no estado do Mato Grosso.

audio/mpeg 03-03-2021 É NOTICIA EM 2 MIN dilson.mp3 — 2861 KB

Duração: 2:17s




Transcrição

O pagamento do benefício do Programa Bolsa Permanência do Prouni (PBP-Prouni), referente ao mês de janeiro, será realizado pelo Ministério da Educação a partir desta quarta-feira (3).

De acordo com o ministério, serão pagos mais de R$ 3,4 milhões a 8 mil 546 estudantes que cursam graduação com bolsa integral do Programa Universidade para Todos (Prouni) e atendem aos critérios do PBP-Prouni.

Cada estudante receberá o auxílio de R$ 400 por mês, para ser usado nas despesas com alimentação, transporte e material didático.

----------

Mais incentivos financeiros serão destinados aos Centros Comunitários de Referência e Centros de Atendimento para o Enfrentamento da Covid-19 pelo Ministério da Saúde.

Ao todo, cerca de R$ 449 milhões em recursos federais serão designados para custeio dos centros, entre janeiro a março de 2021.

A medida irá apoiar ações para o funcionamento de 2 mil 313 Centros de Atendimento e 60 Comunitários em 2 mil e 061 municípios.

O objetivo é ampliar e qualificar o acompanhamento de doenças crônicas, pré-natal e consultas de rotina com as demandas também relacionadas à infecção por coronavírus.

Por se tratar da porta de entrada para o Sistema Único de Saúde, a Atenção Primária tem um papel essencial na identificação de casos graves da Covid-19 logo no início dos sintomas.

----------

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Fundação Nacional do Índio (Funai) na Terra Indígena Enawenê-Nawê, no estado do Mato Grosso.

A medida visa ações de preservação da ordem pública e da segurança das pessoas e do patrimônio previstas no Plano de Barreiras Sanitárias para os Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato.

A Força Nacional de Segurança Pública vai atuar na região até o dia 30 de abril.


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé